AD Brusque perde para Contagem Towers na estreia da Liga Ouro

Sem poder contar com reforços graças a erro da CBB, equipe foi superada pelo clube mineiro

AD Brusque perde para Contagem Towers na estreia da Liga Ouro

Sem poder contar com reforços graças a erro da CBB, equipe foi superada pelo clube mineiro

A Liga Ouro não começou bem para a AD Brusque. Sem poder contar por reforços porque a Confederação Brasileira de Basquete (CBB) não homologou o nome dos atletas a tempo, mesmo com a documentação enviada de maneira correta, o time atuou praticamente no limite na noite desta terça-feira, 7.

Com apenas três atletas no banco, a equipe não suportou a velocidade e o vigor físico do Contagem Towers, de Minas Gerais, e perdeu pelo placar de 66 a 55 na Arena Brusque.

Erros nos primeiros quartos
Atual campeão mineiro, o Contagem Towers teve um melhor início de partida. No primeiro quarto o time usou e abusou dos contra-ataques, aproveitando que a dificuldade dos brusquenses em acertar a cesta nos instantes iniciais de partida.

Contando também com uma pitada de sorte, os visitantes chegaram a abrir vantagem de seis pontos antes que a AD Brusque marcasse pontos. Tatu foi o grande passador da equipe mineira, enquanto Victor dificilmente perdia alguma bola no meio. Mas antes do fim do primeiro quarto, o time da casa encaixou os passes e as jogadas fluíram com mais naturalidade. Finão fez o ponto mais bonito, com arremesso do meio da quadra antes do encerramento da parcial, que ficou em 18 a 16 para Contagem.

Já no segundo quarto a coisa desandou de vez. O time brusquense errou em todos os aspectos, seja no ataque rifando as bolas e permitindo o contragolpe fatal dos mineiros, seja na defesa permitindo dribles fáceis e passagens tranquilas dos adversários para ampliar o placar.

O Contagem Towers chegou a abrir 15 pontos de diferença dos brusquenses. Grande parte dessa pontuação foi justamente nos botes depois das tentativas frustradas de ataque. Destaque para Fernandão, da AD Brusque, que soube dar qualidade a equipe e teve maior aproveitamento nos arremessos. O placar apontava vitória por 39 a 25 no fim da segunda parcial.

Da esperança a derrota
O início do primeiro quarto foi promissor. A vantagem reduziu drasticamente quando Gigante acertou duas bolas de três pontos, reduzindo a diferença que era de 14 pontos para oito. Mas os erros voltaram a acontecer na Arena, e na velocidade, os mineiros foram ampliando.

Finão também não fez sua melhor parcial. O atleta errou muito lá na frente, permitindo os pontos adversários. Mesmo assim, foi eficiente na defesa e deu pelo menos dois tocos fundamentais que impediram uma vitória ainda mais dilatada. A parcial encerrou em 50 a 37 para Contagem.

A última parcial teve tom dramático e erro de arbitragem. Durval foi acertado por adversário e precisou de curativo para conter o sangue que escorria. O time da casa cresceu, pressionou mas mesmo assim não foi feliz. O placar final apontava vitória do Contagem por 66 a 55.

Para o técnico Alexandre Barros, o Bicudo, mesmo com a derrota a partida foi promissora. “Gostei do que vi. Na quinta-feira jogamos novamente com eles, e aí com reforços. Se no limite perdemos por apenas seis pontos,na próxima partida teremos mais chances. Vocês vão ver, esse time vai crescer muito durante o campeonato”, completa.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio