Adalina vira fenômeno de popularidade na internet

Sucesso da personagem muda a rotina da atriz Patricia Souza, que já estrelou cerca de dez comerciais

Adalina vira fenômeno de popularidade na internet

Sucesso da personagem muda a rotina da atriz Patricia Souza, que já estrelou cerca de dez comerciais

A vida da atriz brusquense Patricia Souza, de 39 anos, pode ser dividida em antes e depois de Adalina. Desde o vídeo gravado sem compromisso nenhum, no Rio de Janeiro, para ajudar no espetáculo de um grupo de amigas, a rotina de Patricia se transformou completamente.

Hoje, o telefone e as redes sociais da atriz não param. Agora, tudo gira em torno da personagem que ficou famosa ao comparar a estátua da Havan com o Cristo Redentor, e conquistou milhares de visualizações na internet.

O sucesso da personagem é tanto, que agora, Patricia divide o tempo entre o seu trabalho e as gravações de vídeos de Adalina para empresas que querem divulgar a marca com humor. “Estou com a agenda fechada para esses pequenos comerciais até o fim de outubro”, diz.

Até agora, já foram cerca de dez propagandas estreladas por Adalina na internet. Os vídeos são gravados pelo celular da atriz ou da empresa e divulgado direto no Facebook e no Whatsapp.

Os convites para a atriz gravar os comerciais iniciaram no fim do mês de agosto e, a partir do primeiro vídeo postado na internet, se intensificaram. “Quando fiz o vídeo da Adalina com o dinossauro de Tijucas, já tinha agendado duas conversas com empresas aqui da cidade para falar sobre a possibilidade de fazer esse tipo de vídeo. Depois do vídeo do Dino, tive procura até de empresas de Tijucas”, conta.

No entanto, a atriz destaca que tem o cuidado de não fazer vídeos para empresas do mesmo segmento. “O foco é na personagem. Então, esses comerciais giram em torno de uma situação engraçada com a Adalina. A marca entra no contexto com a história da personagem. O ponto alto é rir da cara da personagem, e não a marca, então eu preciso cuidar desse detalhe, da credibilidade dela”.

Geralmente, os vídeos duram pouco mais de um minuto e são gravados no improviso. “Eu já vou para o local pensando em uma história, vou com o esqueleto na minha cabeça, mas as falas são de improviso, vai acontecendo naturalmente, e isso que acaba dando certo”.

Prazo de validade

Patricia foi pega de surpresa com a popularidade de sua personagem, mas sabe que o sucesso de Adalina pode não durar para sempre. “Você nunca sabe quanto tempo vai durar a popularidade da personagem. É como uma novela, por um período, um personagem faz muito sucesso, mas depois acaba, tem vida útil, estou preparada para isso”, afirma.

Enquanto Adalina faz a alegria de milhares de pessoas, Patrícia aproveita esta fase. Além dos vídeos para as empresas, ela já tem gravado outros da própria personagem. Todos de improviso, assim como os outros dois já divulgados: o da baleia e do dinossauro de Tijucas.

“O do dinossauro de Tijucas eu estava passando por lá a caminho de Florianópolis, uma amiga que estava comigo no carro comentou sobre ele, e eu decidi parar e gravar lá. Não tinha propósito algum, vi o Dino [como é conhecido] e fiz de improviso. Ele está lá desde sempre, mas ninguém nunca decidiu parar e exaltá-lo. Postei no meu Facebook e, de repente, várias curtidas e compartilhamentos”, conta.

Já o vídeo da baleia no rio Itajaí-Mirim surgiu depois de uma notícia que a atriz viu na televisão. “Eu já estava querendo fazer outro vídeo da Adalina, as pessoas estavam me cobrando, mas eu estava sem ideia, sem inspiração, então eu vi na televisão sobre as baleias no litoral catarinense e me surgiu a ideia. Fui pra Beira Rio e gravei perto do Corpo de Bombeiros, num ponto que estava bem vazio e comecei a improvisar”.

O vídeo do dinossauro de Tijucas, até ontem, tinha mais de 150 mil visualizações no Facebook da atriz. Já o da baleia atingiu 55 mil visualizações. “Tudo depende do momento, da inspiração”, afirma.

 

A Patrícia

Hoje, Patricia e Adalina se confundem, tamanho o sucesso da personagem. “Tem horas que já não sei nem quem eu sou, se Patricia ou Adalina”, brinca.

A atriz agora é reconhecida nas ruas e, de uma hora para outra, tudo ganhou uma dimensão nunca antes imaginada. Ela, porém, tenta conciliar a rotina agitada de Adalina, com a sua. “Estou com os meus pés no chão. Não larguei meus outros projetos, não deixei de lado nenhuma das minhas funções. A minha rotina mudou, com certeza, mas não dá para abandonar a minha profissão”, diz.

Além dos trabalhos como atriz, que realiza desde 1997, Patrícia é locutora e produtora de áudio. “Tenho um home stúdio onde gravo áudios e comerciais para rádios de todo o país. Também faço trabalhos com voz, como dublagens, e também dou cursos online”.

A brusquense também é radialista e mantém dois programas diários em uma rádio de Foz do Iguaçu, a Rádio Clube FM Foz. “Faço o programa todo dia, online”, diz.
Já como atriz, ela participa da Cia Jogral de Artes, com projetos na área teatral.

Adalina

Adalina, a personagem brusquense de sotaque carregado, surgiu em março deste ano para o espetáculo Corpo Oral – peça teatral adaptada do livro de crônicas de mesmo nome, do escritor brusquense Rafael Zen.

O espetáculo conta a história de nove mulheres – interpretadas por Patrícia e Lieza Neves – e entre elas está a famosa Adalina. As histórias vão do drama à comédia e tiveram como base diálogos reais ouvidos por Zen em viagens de ônibus. “A Adalina é um retrato do brusquense, por isso, as pessoas gostam tanto, porque se reconhecem no jeito dela”, diz.

O sucesso da personagem Adalina é tão grande, que ela está ganhando vida fora do espetáculo Corpo Oral. Patrícia faz algumas apresentações de stand-up com a personagem. No dia 30 de setembro, acontecerá uma apresentação no Café Siciliano, dentro da Clínica Salutar. A atriz também já levou a personagem para apresentações em Balneário Camboriú. “Tenho vários projetos dentro da área teatral aproveitando esse momento febre Adalina, mas não está nada certo ainda, estou deixando as coisas acontecerem”.

>> Assista reportagem com a atriz Patricia Souza

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio