Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

As chances no returno

Rodrigo Santos

Jornalista esportivo - rodrigosantos@omunicipio.com.br

As chances no returno

Rodrigo Santos

A vitória tranquila sobre o Figueirense, um 2 a 0 que poderia facilmente ser 4 ou 5, despertou uma espécie de euforia no torcedor do Brusque. Some-se a isso a premiação em dinheiro dada pela Havan e a promessa de quatro empresas em ajudar no bicho em caso de título. Isso mesmo, fala-se em título.

O time é bom, isso ninguém nega. Pingo tem um time titular em evolução, vem tendo sorte com as poucas lesões e suspensões e, com isso, não precisa se incomodar com as opções de banco, que não são muitas.

Olhando de forma mais realista, o time não terá vida fácil nessa segunda fase. Enfrentará três grandes fora de casa (Criciúma, Chape e JEC), tendo apenas o Avaí no Augusto Bauer. O jogo deste domingo no Heriberto Hulse, no péssimo horário das 10h, é de afirmação para os dois. O Tigre, que arrancou bem no campeonato e abortou o primeiro turno quando o Avaí encaminhou a vaga na final, é uma equipe perigosa e que já mostrou sua força, derrotando o Avaí em Florianópolis e ficando a um gol da classificação na Copa do Brasil contra o Fluminense.

Antes de qualquer alegria exagerada, é necessário pensar em jogo após jogo. Primeiro o Criciúma, que não será fácil, no campo deles. Depois, tem um clássico contra um Metropolitano com a corda no pescoço. Na sequência, dois jogos fora de casa contra Tubarão e Chapecoense. Ou seja: a provação maior do time acontecerá neste início. Eu trabalho como meta a terceira colocação na classificação geral, que dá vaga na Copa do Brasil e até permite que o clube não jogue a Copa SC. Se isso acontecer, considerarei como título. Mas se tudo conspirar a favor, sonhar não custa nada.


O futebol raiz

O esporte já me fez viajar por lugares inimagináveis desse país, e nessas viagens para transmissões coletei muitas histórias. Quarta tive mais uma dessas, no interior de Tocantins. Estive em Gurupi, para transmitir o duelo do time local contra o Joinville, pela Copa do Brasil. Estádio acanhado, para apenas 2 mil pessoas, e uma cidade que transpirava hospitalidade.

Duas imagens destacam isso: na primeira, o pessoal da imprensa local preparou um panelão de galinhada pra todo o pessoal que chegou cedo pra trabalhar lá. Logo depois, uma cena que me emocionou. O narrador da rádio CBN Tocantins, que é cadeirante devido a um pedaço da perna amputado devido a diabetes, foi literalmente “carregado” até a sua cabine pelos companheiros das outras emissoras. A viagem foi longa, mas recompensadora.


Mais dinheiro
Acredite: a CBF resolveu redistribuir um dinheiro aos participantes da Copa do Brasil. Foi averiguado que a entidade tinha um bom valor excedente no cofre e a presidência achou melhor dividir. Nisso aí o Brusque faturou mais uma graninha. Exatamente R$ 110 mil, sendo 50 pelo jogo contra o Remo e outros 60 pela partida contra o Corinthians. Tranquilamente o faturamento do clube na competição, somando rendas e cotas, passou dos R$ 800 mil.


Jasc
Chapecó desistiu de sediar os Jogos Abertos no ano do centenário da cidade e, ontem, o governador Raimundo Colombo anunciou que os JASC acontecerão em Lages no mês de outubro, um pouco antes do usual. A última vez que a Princesa da Serra sediou as competições foi em 2002, quando Colombo era prefeito da cidade.


Basquete
A Liga Ouro não vem sendo nada boa para o time de Brusque. Depois das derrotas para o Contagem, o time do técnico Bicudo permitiu a virada para Blumenau, o seu maior rival, no quarto período. O treinador pede paciência, e acredita que haverá uma considerável evolução em breve.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio