Associação com sede em Brusque incentiva montanhismo e bushcraft

Entidade atrai aventureiros para expedições em locais inóspitos

Associação com sede em Brusque incentiva montanhismo e bushcraft

Entidade atrai aventureiros para expedições em locais inóspitos

Fundada por um grupo de aventureiros em Brusque há dois anos, a Associação Mountain Trace, Expedições e Buschcraft (Amteb) tem ficado cada vez mais conhecida entre os praticantes de esportes de aventura. A entidade realiza eventos desse tipo em toda a região do Sul do Brasil, mas com foco principal na Serra Catarinense.

Um dos fundadores e presidente da Amteb, Murilo Kreusch França explica que o objetivo principal é integrar os praticantes do esporte e compartilhar o conhecimento e, eventualmente, equipamento. O montanhismo e o buschcraft são atividades que exigem companheirismo, por isso, os cinco fundadores criaram a entidade e desde então recebem gente de todo canto.

Buschcraft são “artes do mato”. São técnicas para sobreviver na floresta ou em locais naturais e inóspitos. Já o montanhismo consiste em escalar montanhas e rochas.

França diz que já foram realizados entre oito e dez eventos nos dois anos de atividade da associação. Aventureiros de várias cidades já participaram das expedições, que ocorreram em locais como o Cânion Espraiado, em Urubici, e o Campo dos Padres, em Alfredo Wagner.

Experiência única
Praticante de corrida de aventura, Tatiana Bistulfi, de Garopaba, na Grande Florianópolis, já esteve em duas expedições da Amteb. Uma delas foi a travessia do Campos dos Padres. A outra foi no Cânion Espraiado.

Ela conta que nunca havia participado de expedições antes, apenas fazia corrida de aventura. Mas a inexperiência não foi empecilho para a sua participação. O apoio da Amteb foi fundamental, comenta.

“Foram experiências muito legais. Todos da associação queriam me ensinar as coisas, até coisas simples me chamaram para estar junto”, diz Tatiana, recomendando que mais gente participe.

Tatiana Bistulfi diz que experiência nas expedições é incrível | Foto: Arquivo pessoal

Como participar
Para participar, a associação exige que a pessoa tenha algum conhecimento sobre montanhismo. Antes das expedições, que sempre levam mais de três dias, são feitas perguntas básicas para traçar o perfil do interessado perante o caminho.

Segundo o presidente da associação, a triagem é necessária para evitar transtornos. Ele destaca que as expedições exigem fisicamente e mentalmente, por isso é preciso que o participante tenha algum tipo de resistência e experiência.

Social
A associação também apoia iniciativas sociais, como a Agrofloresta de Brusque, de propriedade de Jefferson Francisco Costa. O dono também é um dos fundadores da Amteb.

Interessado?
Conheça mais da Amteb no site: www.mountaintrace.org. Lá tem o calendário de eventos para este ano e os pré-requisitos.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio