Bárbara Baron enfrenta a Justiça Federal dia 24 de maio

Audiência de instrução e julgamento será realizada em Florianópolis

Bárbara Baron enfrenta a Justiça Federal dia 24 de maio

Audiência de instrução e julgamento será realizada em Florianópolis

Há cerca de um mês, a advogada Bárbara Baron Silveira trocou o conforto de seu apartamento de 125 metros quadrados no bairro São Luiz, em Brusque, por uma cama de solteiro na “sala especial” do 8º Batalhão da Polícia Militar (8ºBPM) em Joinville. O local, de 20 metros quadrados, Bárbara divide com outras duas advogadas.

Ela tem direito a visitas diárias de familiares, amigos e de seu advogado, Marcos José Campos Cattani, que assumiu o caso após a saída de Maurício Matoso. Resta a Cattani uma semana para trabalhar na defesa de Bárbara, já que a audiência de instrução e julgamento da advogada foi marcada para a próxima sexta-feira, 24 de maio, em Florianópolis.

Para o Ministério Público Federal (MPF), responsável pela investigação, Bárbara levantou mais de R$ 30 milhões entre o fim de 2011 até sua prisão, em abril deste ano. Durante a audiência, serão ouvidas entre oito a dez testemunhas e, por fim, Bárbara Baron dará seu depoimento. 
O Jornal Município Dia a Dia tentou, durante toda a quinta-feira, 16 de maio, contato com o novo advogado de Bárbara, sem sucesso. Cattani tem escritório em Tijucas e, segundo sua funcionária, ele passou o dia em Florianópolis.  
A advogada foi presa em Brusque, em 17 de abril, e levada por policiais federais para o Presídio Feminino de Florianópolis. Os policiais cumpriram o mandado de prisão preventiva emitido pela Justiça Federal, após investigação do Ministério Público Federal.
Clique aqui para acessar todas as matérias do Caso Bárbara.

>> Veja a matéria completa na edição impressa do Jornal Município desta sexta-feira, 17

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio