Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Base governista rejeita audiência pública para debater corte de vegetação das margens do rio

Página 3

Bastidores da política e do Judiciário, opiniões sobre os acontecimentos da cidade e vigilância à aplicação do dinheiro público

Base governista rejeita audiência pública para debater corte de vegetação das margens do rio

Página 3

De saída
O vereador licenciado José Zancanaro (PSB), que atualmente ocupa o cargo de secretário de Educação de Brusque, disse no Legislativo que em breve deixará o cargo na prefeitura. Ele informou que há ainda providências a serem tomadas na pasta, mas assim que o trabalho estiver encaminhado entregará o cargo, retomando seu mandato na Câmara. Ele ainda não sabe, porém, indicar com precisão quando isso acontecerá.

Eleições
Ele também foi questionado a respeito da falta de eleições para escolha dos diretores das escolas, que hoje são escolhidos por indicação política. Ele afirma que há um decreto em vigor que determina as eleições, mas no momento isso não pode ser colocado em prática. Afirma que o decreto tem que ser aperfeiçoado, pois não estipula requisitos considerados básicos para ocupação do cargo.

Curso de gestão
O secretário citou como um dos requisitos básicos não exigidos pelo decreto que regulamenta a eleição para diretores a capacitação em gestão escolar. Explica que os atuais diretores estão sendo orientados a realizar esse curso. “A intenção é adequar o decreto com esse requisito: ter gestão escolar. Não podemos ter um profissional da educação que não tem noção de gestão”, avalia.


Denúncia recebida
A Vara Criminal de Brusque aceitou denúncia contra o empresário Edmilson Pereira, por falsificação de documentos. Segundo a denúncia formulada pela 3ª Promotoria de Justiça de Brusque, ele apresentou certidões negativas de débitos falsas, em nome da Sona Construtora, em uma concorrência pública realizada em 2016 pela Prefeitura de Guabiruba, o que foi prontamente identificado pelo município. O caso começa a ser analisado hoje, na audiência de instrução e julgamento.


Danos morais
O suplente de vereador Itamar Marins da Silva, o Fuja, está processando seu partido, o PSB, em ação na qual pede indenização por danos morais. Cotado para assumir a cadeira do vereador Gerson Morelli, o Keka, que se licenciou para tratamento de saúde, ele viu sua expectativa frustrada pelo partido, que havia lhe prometido a vaga na Câmara, mas voltou atrás. O caso está em análise pelo Juizado Especial Cível e Criminal de Brusque.


Liberação aprovada
O Ministério da Integração Nacional aprovou a liberação de R$ 1,3 milhão para os reparos na ponte Arthur Schlösser, no Centro de Brusque, que teve um dos pilares danificados com a cheia do rio Itajaí-Mirim, no fim de maio. O recurso deve ser disponibilizado à prefeitura até hoje, de acordo com o senador Dalírio Beber (PSDB-SC). A Engedal Construtora de Obras, de São José, é a empresa habilitada que executará a recuperação. Após o início das obras, a companhia estima que o trânsito será liberado em 150 dias.


Sem audiência
Houve lamentos por conta da rejeição, na sessão desta terça-feira, 11, da Câmara de Brusque, de um pedido de audiência pública, formulado pelo vereador Marcos Deichmann (PEN), para discutir as possíveis intervenções do governo na vegetação às margens do rio Itajaí-Mirim. Semanas atrás, um requerimento neste sentido foi formulado por Ademilson Gamba (PSB), o qual argumenta que parte da vegetação atrapalha o fluxo das águas, o que aumentaria a probabilidade de cheia do rio.

Argumentos
Deichmann, que é de um partido cuja principal causa é ecológica, disse que o corte de vegetação tem de ser analisado por especialistas, pois poderá haver risco de aumento da erosão do solo que margeia o rio. No entanto, a base do governo estava convencida a sepultar o assunto, e derrubou o requerimento de audiência pública. Rejeições a este tipo de discussão são raríssimas, e denotam, de forma preocupante, uma falta de interesse no diálogo de questões importantes.


Nova subestação
O diretor-presidente da Celesc, Cleverson Siewert, esteve também no gabinete do prefeito Jonas Paegle, na tarde de ontem. Na ocasião, Paegle solicitou mais uma subestação de energia para Brusque. Siewert disse que vai analisar a proposta. Na prática, um sonho impossível: a nova subestação do São Pedro, pedida há muito tempo, ainda nem começou a ser construída. Leia reportagem na página 5.


Comemoração
Após a condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, um empresário brusquense financiou a queima de quase dez minutos de fogos de artifício em comemoração ao veredito. O juiz federal Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância, condenou ontem Lula a nove anos e seis meses de prisão por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. A condenação é relativa ao processo que investigou a compra e a reforma de um apartamento triplex em Guarujá, no litoral de São Paulo. A sentença prevê que Lula poderá recorrer da decisão em liberdade.


Cadastramento biométrico
Todos os municípios de Santa Catarina já estão cadastrando eleitores biometricamente, sendo que, em 43 deles, o procedimento é obrigatório. Dos municípios que estão fazendo revisão, Botuverá, Tangará, Cunha Porã e Palmitos são os que estão cadastrando eleitores em número acima do esperado. Botuverá está cadastrando uma média diária de 105 eleitores, sendo que a meta é de 33 eleitores.

Posto de atendimento
Osvaldo Claudionei Atanazio, chefe de cartório substituto da 5ª Zona Eleitoral de Brusque, que abrange Botuverá, destacou que a abertura do posto de atendimento no município influenciou no aumento do número de atendimentos. O atendimento no posto, que ficará aberto até o dia 21 deste mês, pode ser agendado pelo site do TRE-SC. O atendimento é de segunda a sexta-feira, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio