Brusque é dominado pelo Ituano e sofre segunda derrota na Série C

Marreco abriu o placar no primeiro tempo, mas sofreu a virada 10 minutos depois

Brusque é dominado pelo Ituano e sofre segunda derrota na Série C

Marreco abriu o placar no primeiro tempo, mas sofreu a virada 10 minutos depois

O Brusque foi derrotado por 3 a 1 para o Ituano na noite desta quinta-feira, 29, no estádio Novelli Júnior, em Itu (SP), pela 13ª rodada da Série C do Brasileiro. O Marreco abriu o placar com Geovane Itinga, mas logo sofreu a virada, ainda no primeiro tempo. Foi a segunda derrota do Brusque na competição, enquanto o Ituano fica pelo menos até domingo, 1º, no G-4 do Grupo B.

A milhão

O Brusque começou como se fosse arrebentar com o jogo. Aos quatro minutos, após excelente e longa troca de passes, Aírton foi acionado na esquerda. Geovane Itinga recebeu o cruzamento na área, dominou e fuzilou mandou pro fundo das redes, na saída de Pegorari.

Mas o Ituano não sentiu o gol sofrido logo no começo. Após cruzamento de Léo Duarte pela direita, Kadu se antecipou a Edílson na entrada da pequena área e empatou a partida.

Ruan Carneiro fez excelente defesa aos nove minutos. Kadu recebeu na área, teve tempo de pensar e chutou colocado, à meia-altura. O goleiro do Brusque se esticou bem para evitar a virada.

De qualquer forma, o Galo conseguiu a virada, já aos 13. Após cobrança de escanteio, Suéliton subiu bem para cabecear no canto alto direito. Ruan Carneiro foi bem, mas no meio do caminho, hesitou, esperando a saída da bola, que não aconteceu.

Domínio do galo

A partir de então, o Brusque foi completamente anulado pelo Ituano na primeira etapa. Com uma marcação muito encaixada, o Marreco não conseguia explorar seus pontos fortes, com jogadas pelas laterais. Desta forma, o ataque não funcionava. O quadricolor trocava passes na defesa, e quando tentava chegar ao campo de ataque, ou era rapidamente desarmado, ou era forçado ao erro de passe.

O Ituano chegou ao ataque aos 36, com Gabriel Taliari, e aos 37, com Paulinho Dias, arriscando de fora da área. O primeiro chute foi rasteiro, o segundo alto, ambos passando um tanto perto da trave direita de Ruan Carneiro. Aos 39, Kadu recebeu livre dentro da área. Desta vez, optou pelo chute mais forte. O goleiro do Brusque defendeu bem, e o rebote foi rápido demais para Gabriel Taliari dominar.

O Marreco só chegou com algum perigo em cobranças de falta. Aos 40, Rodolfo Potiguar mandou uma bomba rasteira, de longe, à esquerda de Pegorari. Aos 44, Thiago Alagoano cobrou com estilo. Pegorari ainda encostou na bola, que bateu no travessão antes de sair em escanteio.

Continua após o anúncio.

ituano x brusque bompack embrast

Na roda

A segunda etapa não foi tão diferente da primeira. A diferença é que o Ituano não teve tantas grandes chances. Mas o início foi terrível para o Brusque. Logo aos três minutos, Guilherme recebeu na intermediária e fez fila. Passou por Everton Alemão e Ianson. Frente a frente com Ruan Carneiro, deixou o goleiro na saudade e mandou para as redes. Golaço.

Aos 8, Mateus Criciúma serviu Fillipe Soutto na entrada da área. Ele bateu forte, rasteiro, e a bola passou muito perto. Foi uma das principais chances do Ituano no segundo tempo. A equipe criou mais do que o quadricolor, mas pecava nas finalizações. Aos 46, Corrêa mandou uma bomba de fora da área, e Ruan Carneiro se esticou para desviar por cima do travessão.

Com o correr do relógio, o Ituano passou a administrar mais o resultado. A busca pelo quarto gol não tinha o mesmo ímpeto daquela dos gols anteriores. Assim, o Brusque teve um pouco mais de espaço, mas não causou perigo ao placar. E, aos poucos, perdia forças para quebrar a defesa adversária. Erros de passe e a excelente marcação adversária dificultavam demais a vida do quadricolor, na que, provavelmente, foi sua pior atuação nesta Série C.

O momento mais relevante do Brusque na segunda etapa foi aos 48. Guilherme Escuro chutou com veneno e Pegorari evita o gol com boa defesa. No minuto seguinte, o estreante garoto Araújo, de 18 anos, deixou Ianson e Everton Alemão no chão, mas a finalização foi afobada e errada, torta pela linha de fundo.


Ituano 3×1 Brusque

Campeonato Brasileiro Série C – 13ª rodada
Quinta-feira, 29 de outubro de 2020
Estádio Novelli Júnior, Itu (SP)

Ituano: Pegorari; Léo Duarte (Pacheco 28′-2ºt), Mateus, Suéliton, Breno Lopes; Kadu (Julinho 38′-2ºt), Paulinho Dias; Fillipe Soutto, Guilherme (Bruno Mota 20′-2ºt), Mateus Criciúma (Araújo 38′-2ºt); Gabriel Taliari (Corrêa 28′-2ºt).
Técnico: Vinícius Bergantin

Brusque: Ruan Carneiro; Edílson (Eliomar 28′-2ºt), Ianson, Everton Alemão, Aírton; Zé Mateus, Rodolfo Potiguar (Emerson Martins 10′-2ºt); Jefferson Renan (Guilherme Escuro 10′-2ºt), Thiago Alagoano, Maurício Garcez; Geovane Itinga (Ronaell-int).
Técnico: Fernando Borba

Trio de arbitragem (CE): Adriano Barros Carneiro, auxiliado por Nailton Júnior de Souza Oliveira e Renan Aguiar da Costa.

Gols: Kadu (6′-1ºt), Suéliton (13′-1ºt) e Guilherme (3′-2ºt); Geovane Itinga (4′-1ºt).

Cartões amarelos: Léo Duarte e Vinícius Bergantin.



Quer receber notícias diretamente no seu celular? Clique aqui e entre no grupo de WhatsApp do jornal

Prefere ficar bem informado pelo Telegram? O jornal tem um canal de notícias lá. Clique aqui para participar

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo