Brusque passa pelo Juventus e fica mais perto do acesso

Vitória magra mantém equipe dependendo apenas das próprias forças para subir

Brusque passa pelo Juventus e fica mais perto do acesso

Vitória magra mantém equipe dependendo apenas das próprias forças para subir

No domingo de Dia dos Pais quem deu presente foi o Bruscão no Gigantinho. A equipe conseguiu uma importante vitória diante do Juventus e ficou a apenas duas vitórias do sonhado acesso à elite do Catarinão.

Rogélio, aos 44 minutos do primeiro tempo, marcou o gol da vitória magra por 1 a 0, em partida marcada por cinco expulsões: duas de jogadores do Juventus e uma do Brusque, além do técnico e auxiliar da equipe juventina.

GALERIA: Veja imagens da vitória do Bruscão

Com a vitória, o Brusque chega agora a 31 pontos, ainda um atrás do líder Camboriú, com 32 após vencer o Juventus Seara por 2 a 1 de virada. O Marreco volta a jogar agora na próxima quarta-feira (12), diante do Operário Mafra, na casa do adversário.

O jogo

De um lado, um Brusque que precisava da vitória para continuar dependendo somente de si para o acesso; de outro, um Juventus que jogava as últimas fichas na competição. Depois de o Bruscão atropelar o rival por 4 a 0 no turno, as equipes voltaram a se encontrar neste domingo em clima de decisão.

Apesar de os dois times precisaram da vitória, foi apenas o Bruscão que procurou o gol na primeira etapa. Foram seis finalizações da equipe, metade delas com perigo. O rival, que chutou pela primeira vez apenas aos 34 minutos, teve três, nenhuma que assustasse à meta brusquense.

Mesmo mandando na partida, o gol brusquense demorou a sair. Veio apenas aos 44 minutos, após cabeçada de Wendel que pegou na trave e voltou nos pés de Rogélio, que completou para as redes.

Etapa final

Se despedindo das chances de acesso, o Juventus não teve alternativas a não ser atacar. A equipe do técnico Edison Borges, mesmo apresentando muita deficiência técnica, se lançou ao ataque e criou duas chances claras de empate, aos 7, em chute de Almir defendido por Wanderson, e aos 22, em finalização de Diego travada por Flavinho.

Com o rival melhor na partida, a torcida ficou apreensiva, pediu mudança, mesmo que tímida, e o técnico Mauro Ovelha logo atendeu. Pouco depois dos 30 minutos, o treinador trocou Tony por Jean Carlos com intuito de segurar o rival atrás.

Festival de expulsões
Aos 36, a missão do Brusque ficou mais fácil com a expulsão do lateral-direito Arilton (segundo amarelo) e do treinador juventino Edison Borges. Ele já havia perdido o auxiliar na primeira etapa.

Dois minutos depois, aos 38, o zagueiro Almir também foi para o chuveiro mais cedo por reclamação. Com dois a mais, Wendel ainda quase ampliou em cabeçada venenosa, defendida por Paulo Sérgio.

Aos 43, foi o Brusque que teve um jogador expulso. Cleyton ao levar o segundo amarelo. A equipe ainda perdeu outra chance com Jean Carlos e o placar magro permaneceu.

Confira a cobertura completa com todos os detalhes da partida na edição impressa do Município Dia a Dia desta segunda-feira, 10 de agosto.

Veja os resultados dos demais jogos de hoje
Camboriú 2×1 Juventus Seara
Concórdia 2×1 Hercílio Luz
Operário Mafra 3×0 Blumenau (WO)
Tubarão 4×0 Porto

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio