Brusque recebe Catarinense de Kart pela segunda vez na história e visa recorde

Associação Kart Clube de Brusque (AKCB) almeja trazer o maior número de competidores da história da competição

Brusque recebe Catarinense de Kart pela segunda vez na história e visa recorde

Associação Kart Clube de Brusque (AKCB) almeja trazer o maior número de competidores da história da competição

O Kartódromo Municipal de Brusque aguarda um dos mais prestigiados eventos do estado dentro da modalidade. Após 20 anos, o município volta a sediar o Campeonato Catarinense de Kart, que está em sua 41ª edição.

A ambição dos organizadores do evento, membros da Associação Kart Clube de Brusque (AKCB), é de bater o recorde da competição: são estimados mais de 160 pilotos na pista brusquense, sendo que o maior número de participantes registrados foi de 159, em 2016, no Kartódromo do Beto Carrero World.

A competição trará os principais nomes do estado, que hoje tem a segunda federação com mais pilotos oficializados, perdendo apenas para São Paulo. O estadual será decidido em etapa única, entre os dias 27, 28 e 29 de outubro.

Para Aknaton Camargo, presidente da associação organizadora, Brusque terá uma oportunidade valiosa com a competição. “Para nós é uma honra e uma satisfação imensa ter essa responsabilidade de organizar e sediar um evento desta magnitude. Não fomos apenas nós que solicitamos a realização do estadual em Brusque, mas houve um abaixo assinado com o registro de 80 pilotos pedindo para que fosse na cidade”.

Organização e expectativas

Serão feitos ajustes no kartórdromo para que possa receber a quantidade de pilotos e espectadores. Foto: AKCB / Divulgação

Nos últimos anos, Brusque abriu as portas para pilotos de todos os cantos de Santa Catarina e até mesmo de estados próximos, o que engrandeceu as competições realizadas no município e a satisfação dos participantes em estarem pelo município. A atitude gerou grande carinho pela pista brusquense, considerada bastante técnica e um xodó dos amantes do kart no município.

Isso resulta em uma grande expectativa na participação dos competidores. Mas para que tudo saia certo e as cerca de 300 pessoas esperadas – entre participantes e espectadores – sejam bem recebidas no Kartódromo Municipal, a organização precisará caprichar.

“Nós teremos uma área de box nova e solicitamos a retirada das estátuas que ficam aqui no pátio. Além disso vamos alugar um contêiner com escritório refrigerado para a organização, área de escape mais protegida e ampliação dos food trucks, de dois para no mínimo três”, completa.

Segundo Camargo, o Catarinense de Kart fará bem não apenas para os amantes da modalidade, mas também para o comércio brusquense. “São centenas de pessoas que irão girar a economia, começando pela rede hoteleira. Por esse motivo também solicitamos apoio e patrocínio ao empresariado da cidade, já que o evento dará o devido retorno”, explica.

Despedida da pista
Com a iminente devolução do terreno do kartódromo à família Hoffmann, o estadual deve ser uma das últimas competições realizadas no local. Por englobar tantos participantes, muitos dos quais não voltaram nas próximas competições em Brusque, o evento também tem um caráter de despedida da pista. “O intuito de promover o estadual também faz parte do fechamento de um ciclo. Já é um sentimento meio nostálgico”, diz Camargo.

Apesar de saber que o terreno será reivindicado em 2018, ainda não há data certa. Outras competições, como a própria Copa Brusque de Kart, que vem atraindo cada vez mais pilotos, devem ser realizadas antes do fechamento total. “No próximo ano, com essa incerteza, não poderemos proporcionar um grande evento como o estadual, mas ainda haverá atividades”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio