Brusque recebe o Circuito de Corridas Unimed e edição conta com 500 atletas

Evento ocorreu neste domingo, 18, em trajeto de até 10 quilômetros

Brusque recebe o Circuito de Corridas Unimed e edição conta com 500 atletas

Evento ocorreu neste domingo, 18, em trajeto de até 10 quilômetros

A quinta edição do Circuito de Corridas Unimed em Brusque, neste domingo 18, atingiu a expectativa da organização e trouxe corredores de diferentes cidades catarinenses para o município. É o sexto ano da programação no estado. O evento havia sido adiado durante o período da paralisação nacional de caminhoneiros, mesmo assim a edição teve 500 atletas nas provas de cinco e 10 quilômetros.

Alexandre Paulo Koerscher, de quatro anos, é de São Bento do Sul e saiu do município às 3h30 com os pais Claudionei e Gisele para participar da prova em Brusque. O trajeto só terminou às 7h, da frente da Arena Multiuso, local da largada. Para a corrida, ele depende de uma cadeirinha de corredor adaptada.

Ele tem paralisia cerebral e há 10 meses é integrante do projeto Pernas Solidárias. Na iniciativa, corredores voluntários ajudam na condução de conduzir pessoas especiais durante as provas. “É uma forma linda de inclusão, que também colabora com o desenvolvimento da criança. O Alexandre melhorou muito desde que começou a participar do projeto. Confesso que no início fiquei apreensiva. Tinha medo de que ele ficasse doente ou sofresse alguma queda. Mas hoje, ao ver esse sorriso, sinto gratidão, porque o amor não impõe limites”, diz a mãe do menino, Gisele.

O Circuito de Corridas Unimed seis anos de realização em Santa Catarina nesta edição. Para esta prova, o tema escolhido foi “Suas Histórias, Nossas Corridas”, em função da proposta do evento. Nele, além da reunião de atletas de alta performance é incentivada a superação pessoal. Outro corredor que pode demonstrar isso foi Gustavo Rubik, de três anos.

“Meu filho tem mielomeningocele, uma doença congênita que afeta a espinha dorsal e que compromete a parte motora, principalmente o andar. Ele passa muita dificuldade, com uma rotina pesada de fisioterapia, mas faz tudo isso sorrindo, não se considera diferente de ninguém”, explica a mãe de Gustavo, Jerusa.

Apesar de já ter participado das edições anteriores do Circuito de Corridas Unimed, através do projeto Pernas Solidárias, neste domingo, Gustavo fez questão de deixar a sua cadeirinha e concluir a prova com o seu andador.

Qualidade de vida
Para o vice-presidente da Unimed Brusque, doutor Paulo Roberto Webster, é uma satisfação receber mais uma etapa do Circuito de Corridas Unimed. “Enquanto operadores de um Plano de Saúde, não podemos pensar apenas na doença e o esporte tem essa característica de promover a qualidade de vida. Fico pensando no que faz mais de 500 pessoas saírem de suas casas em um domingo com esse friozinho, dia de estreia do Brasil na Copa do Mundo. Muitos dos atletas que estão aqui ainda são de outras cidades e acredito que o que motiva tudo isso é mesmo a alegria de viver”.

Segundo ele, o evento já faz parte da programação da Unimed Brusque e a expectativa é voltar a sediar o Circuito de Corridas no próximo ano. O gerente geral, Guilherme Gamba, participou tanto como integrante da organização, quanto corredor e destacou o momento de confraternização gerado.

Os campeões
O primeiro a cruzar a linha de chegada, cumprindo cinco quilômetros em pouco mais de 17 minutos, foi Marcelo Viana Gregório, 27. Natural do Ceará, há 24 anos ele mora em Brusque e decidiu praticar a corrida nos últimos meses. Treina até cinco vezes por semana, cerca de uma hora e, neste domingo, às 6h já estava acordado com aquele sentimento de que seria campeão. “Tudo isso é reflexo de muito empenho, porque vencer dá trabalho. Mas o esforço compensa”, diz o atleta.

Marcelo estava acompanhado pelo irmão mais velho, Nacélio, seu fotógrafo e cinegrafista pessoal. Para registrar o momento da chegada, Nacélio precisou correr 200 metros ao lado de Marcelo e já estava sem fôlego. Precisou, inclusive, se hidratar antes mesmo do irmão campeão.

Na categoria feminina, a primeira mulher a cruzar a linha de chegada depois de percorrer cinco quilômetros foi Rosimeri Dallagnol, 49, de Balneário Camboriú. Apesar de já praticar atividade física, ela começou a treinar corrida no mês de março e esta foi sua segunda competição.

“Minha primeira corrida foi em Balneário. Havia 1738 pessoas inscritas e eu fiquei na 21ª colocação geral, além de ser a primeira na minha categoria. E hoje consegui o primeiro lugar na colocação geral. É inacreditável, estou muito feliz”, comemora a atleta.

Entre os corredores de 10 quilômetros, o guabirubense Rafael Francisco Odisi, 26, foi o grande campeão. Ele precisou de pouco mais de 35 minutos para concluir o trajeto. Faz um ano que ele começou a praticar o esporte e o Circuito de Corridas Unimed entra para a história de sua vida como a primeira vitória da carreira. “Melhorei o meu rendimento, nunca havia corrido tão rápido. Hoje é um dia especial”, confessa.

Já nas cinco edições do evento em Brusque, esta é a terceira vez que a empresária Elizete Gianenise Félix assume o lugar mais alto do pódio na categoria de 10 quilômetros. Mas, segunda ela, cada vitória tem um sentimento diferente. “Melhoro e aprendo todos os dias. O desafio é contra você mesmo. Meu sonho era baixar o tempo do ano passado e cheguei um minuto antes. Valeu à pena”, descreve.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio