+

Brusque ultrapassa 115 mil veículos emplacados em 2021; confira números por ano

Cidade registrou aumento de 3,5 mil veículos no ano, a quinta menor variação dos últimos 10 anos

Brusque ultrapassa 115 mil veículos emplacados em 2021; confira números por ano

Cidade registrou aumento de 3,5 mil veículos no ano, a quinta menor variação dos últimos 10 anos

Brusque registrou o total 115.546 veículos emplacados no fim de 2021, número é 3.516 a mais do que a quantidade registrada no fim de 2020. Trata-se de um aumento de 3,13% da frota, a quinta menor variação dos últimos dez anos. Os dados são do Departamento Estadual de Trânsito (Detran).

Deste total, são 64.409 automóveis, 8.400 caminhonetes, 6.702 camionetas e 2.970 caminhões. O número de motocicletas, motonetas e ciclomotores somam 26.232 veículos.

A média é de 0,82 veículo por morador, já que a população estimada de 2021 em Brusque é de 140.597 pessoas, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Segundo o Detran, Brusque representa 2,06% da frota catarinense. A cidade está em 11º lugar na lista dos municípios com as maiores frotas no estado. A cidade está atrás de Joinville (7,91%), Florianópolis (6,69%), Blumenau (4,95%), Chapecó (3,46%), Itajaí (3,38%), São José (3,14%), Criciúma (2,95%), Palhoça (2,34%), Jaraguá do Sul (2,3%) e Lages (2,18%).

Em relação ao estado, de acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), foram 95,6 mil automóveis emplacados no ano passado, contra 104,4 mil em 2020. Os números somam carros e comerciais leves, como picapes.

Conforme a Fenabrave, em 2021 Santa Catarina registrou aumento de 4,2% nas vendas de veículos em relação a 2020. Foram 171,6 mil unidades vendidas no ano, contra as 164,6 mil do ano anterior.

Cenário nacional

No Brasil, a venda de veículos leves registrou um crescimento de 10,57% em 2021. No ano, o acumulado atingiu 3.497.077 unidades de veículos novos comercializados.

Os automóveis, no entanto, tiveram queda nas vendas do ano passado. Em 2021, foram comercializadas 1,55 milhão de unidades, uma redução de 3,6% em comparação com o resultado do ano anterior. No último mês de dezembro foram emplacados 156,1 mil automóveis, uma retração de 19,7% em relação ao mesmo mês de 2020.

Mesmo com o cenário ainda desfavorável, a Fenabrave projeta crescimento de 5,2% no país em 2022. No total, a entidade estima 3.544.052 emplacamentos neste ano.

“Os números estão bem próximos aos divulgados em nossas últimas projeções. O ano de 2021 foi complexo, em diversos aspectos. Ainda vivemos uma crise global, de abastecimento de insumos e componentes na indústria, e novos desafios têm surgido para o setor, como os constantes aumentos nas taxas de juros, que vêm impactando nos financiamentos. Ainda assim, conseguimos fechar o ano de 2021 com o 12º melhor resultado, desde 1957”, afirma o presidente da Fenabrave, José Maurício Andreta Júnior.

Previsão

Para 2022, a Fenabrave prevê um crescimento de 5,2% do setor. “Nossos estudos apontam para o crescimento de todos os segmentos automotivos neste ano. Mas, é claro que situações conjunturais podem afetar essas estimativas, considerando que a indústria ainda sofre com a falta de insumos e componentes eletrônicos, que estamos diante de uma economia ainda turbulenta e iniciando um ano em que teremos eleições, que costumam criar um cenário de incertezas”, avalia Andreta. Para o segmento de automóveis, a expectativa é de expansão de 2,9%.


Receba notícias direto no celular entrando nos grupos de O Município. Clique na opção preferida:

WhatsApp | Telegram


• Aproveite e inscreva-se no canal do YouTube

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo