Campanha “Eu Ajudo na Lata” faz doação da terceira cadeira de rodas adaptada

Daiane Cardoso Ribeiro, 17 anos, do bairro Águas Claras, foi a beneficiada pela ação social

Campanha “Eu Ajudo na Lata” faz doação da terceira cadeira de rodas adaptada

Daiane Cardoso Ribeiro, 17 anos, do bairro Águas Claras, foi a beneficiada pela ação social

Daiane Cardoso Ribeiro, 17 anos, foi a terceira beneficiada da campanha “Eu ajudo na lata”, realizada pela Associação Empresarial de Brusque (Acibr) e Unimed em parceria com a Apae de Brusque e Guabiruba, Rede Feminina de Combate ao Câncer, Câmara de Dirigentes Lojistas, Rotary, Lions Berço da Fiação, Unifebe e Escola Charlote.

O objetivo da campanha – que é realizada desde 2014 – é incentivar a doação de lacres de latas de alumínio, assim, com a venda é revertida para a compra de cadeiras de rodas adaptadas. Na tarde de ontem, Daiane, que é moradora do bairro Águas Claras e frequenta a Apae de Brusque, recebeu oficialmente a sua cadeira adaptada em solenidade realizada na Acibr.

A mãe de Daiane, Rosangela Cardoso, comemora o presente dado à filha. “Estou muito feliz. Ela tem paralisia cerebral e sempre precisou de cadeira de rodas, mas nunca teve. Ela sempre ficava no sofá, era difícil sair, e agora a cadeira adaptada vai nos ajudar bastante, poderemos levar ela para passear, coisa que raramente acontecia”, diz.

O presidente da Acibr, Halisson Habitzreuter, afirma que a ação social é uma das bandeiras da entidade. “Ficamos muito felizes em poder colaborar e fazer a diferença na vida das pessoas. Esta é uma campanha contínua, então precisamos da ajuda de todos os nossos associados, parceiros e da população para continuar melhorando a qualidade de vida das pessoas”.

A diretora da Apae de Brusque, Sandra Helena Almeida, destaca a importância da campanha. “É muito gratificante participar de uma campanha que é feita por toda a cidade. A doação é feita para pessoas que não tem esses equipamentos em casa. A Daiane terá agora outras possibilidades na vida. Esses equipamentos são muito caros, então todo esse envolvimento faz muita diferença”.

A Assistente Social da Unimed, Camile Bruns, ressalta que a parceria com várias instituições é o diferencial para o sucesso da campanha. “A medida que formos arrecadando os lacres, vamos vendendo e comprando as cadeiras. Hoje são cadeiras de rodas, mas amanhã poderá ser próteses ou qualquer outro equipamento que necessitar”.

Para adquirir a cadeira adaptada de Daiane, foram arrecadados 1.273 quilos de lacres que foram vendidos a R$ 3,50 o quilo, o que totalizou R$ 4.455. O valor da cadeira foi de R$ 1.800.

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio