Campeonato Amador começa com grandes jogos e goleada

Logo no primeiro dia, competição é marcada por muitos gols

Campeonato Amador começa com grandes jogos e goleada

Logo no primeiro dia, competição é marcada por muitos gols

O Campeonato Municipal de Futebol Amador de Brusque começou a topo vapor neste fim de semana. O sábado e domingo de abertura foram marcados por grandes jogos e muitos gols na primeira rodada.

A partida de abre foi realizada no estádio Vicente Bissoni. O jogo entre Cedrense e CIA do Esporte/Kopaza deu início à competição no sábado. Quem levou a melhor foram os visitantes. A equipe da CIA impôs seu ritmo de jogo, venceu por 2 a 1 e mostrou que vem forte para brigar pelas primeiras posições do certame.

O outro jogo do dia ocorreu no estádio 1º de maio, onde o Santos Dumont fez prevalecer o fator casa e bateu o Guarani por 4 a 0. A equipe do bairro Santa Terezinha voltou a levar a melhor sobre o mesmo adversário que o time já havia deixado para trás nas semifinais do campeonato suíço, quando o clube acabou com a segunda-colocação. Desta vez, não foi diferente, em jogo marcado por golaços e pela estrela de Cleriston Torresani, o Keko, fundamental na vitória do time.

Na próxima rodada, o Santos Dumont volta a pegar uma equipe conhecida. Enfrenta a CIA do Esporte, algoz da grande decisão no suíço. O jogo será sábado, no estádio Maria Steffen. Veja os demais jogos na tabela.
A rodada encerrou ontem com outras seis partidas. O destaque foi o clássico entre Carlos Renaux e Paysandú disputado no Augusto Bauer.

Santos Dumont goleia

O Santos Dumont estreou com o pé direito no grupo A ao golear o Guarani/Snoopy em um duelo de belos gols no estádio 1º de Maio. O time aproveitou o fator casa e não deu chances para o rival. O triunfo tranquilo veio muito em razão de Keko. O camisa 16 saiu do banco de reservas para comandar a goleada alvinegra. Ele entrou aos 19 minutos no lugar do lesionado Paulo Sestrem e botou fogo no jogo.

O primeiro gol do time do bairro Santa Terezinha, um golaço, foi marcado por Marcelo Dell’Agnolo. O camisa 10 cobrou escanteio com perfeição e marcou um gol olímpico no estádio 1º de Maio. A bola chegou a pegar na quina que divide as traves, já dentro do gol.

Foi aí que Keko começou a aparecer. Em jogada em velocidade, o jogador fez valer a força física para chegar à linha de fundo e cruzar com precisão para André Luiz desviar com precisão e fazer o segundo. Antes do fim do intervalo, Michel Amorim, em outro lindo gol, ainda fez mais um para o Santos Dumont em chute de fora da área.
Etapa final

Na segunda etapa, o técnico Solis Queiroz promoveu várias alterações na equipe que, mesmo com o contragolpe, acabou se acomodando com a vantagem. Alguns jogadores, como Marcelo, já não apresentavam a mesma velocidade, o que fez com que o time da casa caísse de ritmo e o Guarani melhorasse no jogo.

O goleiro Anderson, que pouco havia aparecido, passou a ser mais acionado com as chegadas frequentes dos visitantes. Quando preciso, o arqueiro mostrou trabalho, como no pênalti defendido na cobrança de Samuel Santana.
Com mais posse de bola, mas ainda desorganizado, com apenas o camisa 22, Pablo Steffen, brigando sozinho lá na frente, o Guarani ainda viu o Santos Dumont consolidar a vitória já no finzinho do jogo.

Já próximo aos 45 minutos, Gabriel Betineli cobrou falta com precisão e ele, Keko, completamente livre, tocou de costas com a cabeça e fechou à noite de grandes gols no estádio 1º de Maio.

 

Carlos Renaux vence clássico
Um clássico para matar a saudade, assim foi o jogo Carlos Renaux e Paysandu, partida que abriu oficialmente o Campeonato Municipal de Futebol Amador de Brusque, na tarde de ontem, às 15h. A solenidade de abertura contou com a presença do prefeito de Brusque, Roberto Pedro Prudêncio Neto, que deu o chute inicial.

Em campo, o que se viu foi uma partida muito truncada, com as duas equipes buscando jogadas de ataque, mas poucos lances de grande perigo. As equipes alternavam momentos de boas jogadas. Quem conseguiu se sobressair foi o Vovô do Futebol, que no segundo tempo jogou melhor fazendo os dois gols da partida, garantindo os três pontos.

Quem aprovou o resultado foi Vilson Souza. O olhar saudosista dos tempos de Augusto Bauer lotado, com gente em cima dos muros e muita rivalidade marcou o clássico para o torcedor e dirigente do Carlos Renaux. Os times perfilados para solenidade de abertura fizeram o torcedor lembrar a forte rivalidade entre os clubes. “O Paysandu vinham fardados do campo deles, para não entrar em nossos vestiários. E nós também, quando jogávamos lá”, lembrou.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio