Com possível mudança, Bruscão está pronto para encarar o Corinthians

Equipe fez o último treino antes da partida histórica, válida pela segunda fase da Copa do Brasil

Com possível mudança, Bruscão está pronto para encarar o Corinthians

Equipe fez o último treino antes da partida histórica, válida pela segunda fase da Copa do Brasil

Está chegando a noite mais importante da história do Brusque na década. O campeão catarinense de 1992 encara um dos gigantes do futebol brasileiro, tentando provar sua força e o recente retrospecto que impressiona até a imprensa nacional.

Sob o comando de Pingo, o time venceu cinco de seis jogos, perdendo apenas uma partida para o campeão do turno do estadual, o Avaí, na Ressacada. Atualmente, é o vice-líder do estadual, desbancando equipes que disputam as Séries A, B e C do Campeonato Brasileiro. Para enfrentar o Corinthians, a equipe precisou vencer o Remo, outro tradicional time brasileiro, pelo placar de 2 a 1.

Na tarde desta terça-feira, 28 o time treinou sob sol escaldante, no Centro de Treinamento Rolf Erbe. Acompanhado por alguns torcedores e também da imprensa, parte do trabalho foi vetado de gravação. O motivo foi uma alteração de última hora no time principal: Carlos Alberto deve ficar na lateral-esquerda, deixando Willian entre os reservas, enquanto Boquita ganha vaga entre os titulares. Será o reencontro do volante formado na base corintiana.

A procura do esquema perfeito

Se Carlos Alberto for confirmado na esquerda, será a primeira vez que o atleta tomará essa posição na temporada. O mais provável é que Pingo tenha estudado a melhor forma de aproveitar dois atletas que estão fazendo grandes partidas, mas ocupam a mesma posição – e sem tirar um terceiro jogador fundamental para o Brusque, Mineiro.

No ataque, não se mexe. A dupla Ricardo Lobo e Belusso têm dado certo desde o primeiro momento em que jogaram juntos como titualres, na vitória diante do Tubarão. Artilheiro da equipe com cinco gols, marcando inclusive na partida da classificação contra o Remo, Belusso diz que está tranquilo para a partida contra o Timão. “Procuro encarar esse como mais um jogo. Ressalto a qualidade do Corinthians e é um privilégio para a gente como atleta enfrentar a equipe deles, mas esperamos estar tranquilos para implantar nossa estratégia de jogo para sairmos vitoriosos”.

No coletivo da tarde de ontem, esse foi o time que jogou como titular: Rodolpho; João Carlos, Clayton, Neguete e Carlos Alberto; Mineiro, Boquita, Leilson e Eliomar; Belusso e Ricardo Lobo.

As armas do Bruscão

Desde o último ano, quando retornou da Série B do Campeonato Catarinense levantando a taça da competição, o Brusque se fortaleceu em todos os aspectos. Sob a direção do presidente Danilo Rezini e o atual vice Jonas Stange, a base do time se reestruturou, o Centro de Treinamentos do clube foi reformado e a própria administração foi aprimorada nos setores de comunicação e direção de futebol.

Embora haja muita estrada pela frente para tornar o quase ‘trintão’ Brusque um clube de ponta, o caminho até aqui parece ser o correto. A torcida também vem abraçando o time e enchendo o Augusto Bauer, nas boas e nas más. Será o reforço da equipe durante o jogo.

O fato de ter negado a venda do jogo para outros estádios e mantido em Brusque foi essencial. A equipe conhece o gramado em todas as suas dimensões. Atletas como Clayton, zagueiro prestes a completar 100 jogos com a camisa quadricolor, decorou os caminhos para a vitória. Os números também são favoráveis ao Bruscão: nos últimos dois anos, foram apenas duas derrotas no Gigantinho.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio