Comissão especial da Câmara investigará o sistema de saúde de Brusque

Membros visitarão todas as unidades de saúde do município para verificar as condições de atendimento

Comissão especial da Câmara investigará o sistema de saúde de Brusque

Membros visitarão todas as unidades de saúde do município para verificar as condições de atendimento

Foi criada na noite desta terça-feira, 7, durante sessão da Câmara de Vereadores de Brusque, uma comissão especial para investigar o Sistema Municipal de Saúde.

A comissão foi proposta pelos vereadores Paulo Sestrem (PRP), Ana Helena Boos (PP), Claudemir Duarte, o Tuta (PT), Cleiton Bittelbrunn (PRP), Marcos Deichmann (PEN) e Sebastião Isfer de Lima (PSDB), por meio de requerimento, devido as diversas reclamações sobre a saúde do município, especialmente a falta de pessoal, equipamentos, materiais, medicamentos; morosidade da fila de procedimento e más condições de atendimento e trabalho.

O vereador Paulo Sestrem, um dos autores do requerimento, destaca que a proposta de criação da comissão surgiu após visita realizada à Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro Limeira, na companhia de um morador.

Lá, segundo ele, estão cadastrados cerca de 16 mil moradores que são atendidos por três equipes da Estratégia da Saúde da Família (ESF), composta por um médico, um enfermeiro, dois técnicos de enfermagem, cinco agentes de saúde e um dentista, cada uma. No entanto, atualmente, o local conta com apenas um médico.

“Os equipamentos já estão velhos, alguns não funcionam mais e o número existente não é suficiente. Realmente, a situação está muito difícil”, afirma.

Sestrem ressalta que o objetivo da comissão é visitar cada unidade para conferir as condições de trabalho. Ao final, os vereadores devem elaborar um relatório e encaminhar ao prefeito, cobrando soluções.

“Não dá mais para esperar. As pessoas não merecem o que está acontecendo na saúde. Com esta comissão, vamos ter oportunidade de observar o que está acontecendo pela cidade. O objetivo não é criticar o prefeito, o secretário, mas contribuir para a melhora da saúde pública”, diz.

O vereador Claudemir Duarte, o Tuta, que também assina o requerimento, destaca a importância da comissão neste momento. “A população espera isso da gente. Nosso papel é zelar pelo serviço público, fico muito feliz em participar e contribuir de alguma forma para a melhora da saúde”.

De acordo com o regimento da Câmara, o prazo de funcionamento da comissão será de 90 dias, que podem ser prorrogados pelos membros pelo tempo necessário para a conclusão dos trabalhos.

Os vereadores que farão parte da comissão serão indicados pelos partidos integrantes desta legislatura.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio