Contas de 2008 são rejeitadas na Câmara de Brusque

Cinco vereadores votaram pela aprovação das contas e quatro pela rejeição. Também houve uma abstenção. Para o parecer do TCE ser derrubado era preciso sete votos

Contas de 2008 são rejeitadas na Câmara de Brusque

Cinco vereadores votaram pela aprovação das contas e quatro pela rejeição. Também houve uma abstenção. Para o parecer do TCE ser derrubado era preciso sete votos

As contas do exercício financeiro de 2008, da prefeitura de Brusque, do ex-prefeito Ciro Marcial Roza foram a votação nesta noite, 28 de fevereiro, na Câmara de Brusque. 

O resultado da votação manteve o parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que era pela rejeição das contas. 

Foram favoráveis a rejeição das contas os vereadores Ademir Bráz de Sousa (PMDB), Alessandro André Moreira Simas (PR), Edson Rubem Müller (PP) e Valmir Coelho Ludvig (PT). 

Já os que votaram pela aprovação das contas, foram Dejair Machado (PSD), Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD), Eduardo Hoffmann – Duda (PDT), Nilson Pereira (PTB) e Jonas Oscar Paegle ( PSD). 

O legislador Vilmar Bunn (PDT) se absteve de votar, alegando que ainda tinha dúvidas sobre as contas. 

De acordo com o Regimento Interno da Câmara de Brusque para as contas serem aprovadas e o parecer do TCE ser derrubado era preciso quorum qualificado, ou seja, sete votos pela aprovação.

** Saiba mais na edição do Jornal Município Dia a Dia, de quinta-feira, 1º de fevereiro
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio