Desfile do Vinho resgata tradições italianas pelas ruas de Guabiruba

Evento contou com distribuição de 100 litros da bebida para divulgar a 8ª Festa Italiana

Desfile do Vinho resgata tradições italianas pelas ruas de Guabiruba

Evento contou com distribuição de 100 litros da bebida para divulgar a 8ª Festa Italiana

O primeiro Sfilata del Vino ou o Desfile do Vinho, em português, distribuiu 100 litros da bebida na manhã deste sábado, 17, em Guabiruba. O evento percorreu os bairros Imigrantes, Centro e Pomerânia com carros ornamentados, música e dança típicas. A atividade integra as ações de divulgação da 8ª Festa Italiana, marcada para o próximo dia 17 de março, no Lageado Alto.

Ao todo, dez veículos participaram da programação. Eles partiram da rua Júlio Schaefer, no Imigrantes. De lá, seguiram pelo Centro até a entrada do bairro Pomerânia. Durante todo o trajeto, integrantes da Associação Cultural Italiana de Guabiruba (Acig) entregaram copos de vinho e materiais de divulgação da festa.

A bebida utilizada foi produzida na vinícola Rubik, de Major Gercino. Ela tinha um carro especial para o seu transporte: a carretela del vin, pequeno carro do vinho, em português. De madeira e com um barril adaptado, ele foi puxado durante todo o trajeto.

Os carros temáticos chamaram a atenção dos moradores. Em um deles, integrantes recriaram um ambiente típico de uma cozinha italiana, com direito a polenta, linguiça e preparo de macarrão.

Com o sucesso da experiência deste ano, o organizador Amilton Stedile já projeta outras formas de aproximar ainda mais a população do evento em 2019. “Não achava que teria tanta repercussão. Se der tudo certo, queremos implantar mais algumas coisas no próximo ano.”

Segundo Stedile, a ação inspirada em outros eventos culturais da região é uma forma de atrair mais atenção para o evento e valorizar a cultura local. Na última edição da festa, 1,5 mil pessoas participaram da programação. Neste ano, os organizadores esperam dobrar este número.

Preservação da cultura
Para Márcio e Arlete Colombi, 51 e 47 anos, respectivamente, o evento tem um valor especial devido à origem italiana da família. Cinco membros participaram do desfile, entre filhos e sobrinhos. No carro, eles recriaram uma cozinha típica. Roupas tradicionais, com algumas peças dos antepassados, completavam o clima de época.

Em casa, afirma Arlete, a culinária segue a tradição. O preparo do macarrão, polenta, além de queijos coloniais são fundamentais. Algumas das receitas vêm de pais e avós e são repassadas de geração em geração. “Precisamos valorizar nossa cultura e tentamos passar isso para os mais novos”, diz Márcio.

Comerciante e morador do bairro Aymoré, Jaime Kormann, 59, vive na cidade desde que nasceu. De família de origem alemã, não esconde a preferência pela cerveja ou o chope em relação ao vinho, mas ressalta os benefícios da bebida para a saúde.

Sempre que pode, Kormann gosta de participar de festas típicas no município. No ano passado, ele esteve na Festa Italiana e acredita que o evento é uma forma importante para a manutenção das tradições da cidade. “É um resgate de uma cultura que estava se perdendo.”

A festa
A Festa Italiana de Guabiruba será realizada dia 17 de março, no Oratório Santo Antônio, no Lageado Alto. O evento começa às 10h. O almoço e o jantar são vendidos pelo site www.oneticket.com.br, por R$ 33. Veja a programação:

10h – Missa em italiano
11h30 às 13h30 – Almoço típico
12h30 – Apresentações culturais:
Grupo de Canto Fratelli Del Circolo (Blumenau)
Competições
Show da Pisa da Uva
Banda Família Paganini
Gruppo Folkloristico Tutti Buona Gente
18h30 às 20h30 – Jantar típico
19h30 – Competições italianas
20h – Show da Pisa da Uva
20h30 – Banda Familia Paganini

Assista ao vídeo:

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio