Dia das Crianças alavanca vendas no comércio de Brusque

Lojistas estão confiantes nesta última data comemorativa antes do Natal

  • Por Redação
  • 19:03
  • Atualizado às 17:49

Dia das Crianças alavanca vendas no comércio de Brusque

Lojistas estão confiantes nesta última data comemorativa antes do Natal

  • Por Redação
  • 19:03
  • Atualizado às 17:49
  • +A-A

Amanhã é o Dia das Crianças, a última data comemorativa antes do Natal. E o comércio de Brusque e região está apostando nesta festividade para alavancar as vendas. O crescimento esperado varia entre 5% a 10%. Os mais otimistas, no entanto, trabalham para um incremento de até 50%, investindo pesado em ações de marketing.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Brusque também é incentivadora da data. Por esta razão, no sábado, 7, realizou seu tradicional evento de Sábado Fácil, na praça Barão de Schneeburg, com diversas atrações para as crianças. As lojas do Centro também aderiram ao projeto e deixaram suas portas abertas em horário estendido.

“Uma das vantagens deste período é que em Brusque nós temos a Fenarreco, que traz muitos turistas para o município. E todos sabem que a cidade é um pólo de compras. Então, a expectativa é que os turistas também façam as compras para o Dia das Crianças por aqui. O Sábado Fácil, com as lojas abertas durante a tarde, contribuiu para isso”, afirma o presidente da CDL de Brusque, Michel Belli.

Segundo ele, nas pesquisas realizadas pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Santa Catarina (FCLD-SC) e pela Fecomércio, levando em consideração o Vale do Itajaí, o incremento em vendas será de 1,8% se comparado ao ano passado. Já o ticket médio de compras deve girar em torno de R$ 180.

“A pesquisa também mostrou o perfil do consumidor e, 50% dos entrevistados disseram que vão presentear os filhos, enquanto 16% presentearão os sobrinhos e, 12%, os netos. O comércio de rua deve ser mais explorado do que os shoppings e quase 80% das pessoas disseram que pretendem pagar pelas compras à vista, em dinheiro”, pontua Belli.

Para o presidente da CDL, mais do que escolher um brinquedo, uma roupa ou um acessório, a dica é aproveitar o feriado e passar mais tempo com as crianças. “A atenção do comércio está voltada para a data, até porque as pessoas querem fazer esse agrado. Mas o presente é simbólico. O que vale também é o afeto, o carinho e o amor. Aproveite o feriado para passear com seu filho”.

Otimismo do lojista
Brinquedo é uma das opções mais procuradas como presente para a data. A variedade de produtos e de preços é grande: tem opção para todos os gostos e todos os bolsos. As empresas que comercializam brinquedos abasteceram as prateleiras e difícil mesmo é escolher diante de tanta variedade.

Linha de primeira infância, jogos educativos, mesas com cadeirinhas, animais e dinossauros emborrachados, blocos de encaixe, pelúcias, fantasias, carrinhos e bonecas são as principais opções infantis. Agora, para aquela criança que já está chegando à adolescência a dica é apostar em artigos de papelaria, como mochilas e diários, além de maquiagem e acessórios.

“Pela facilidade do cartão de crédito, as vendas para o Dia das Crianças já começaram no final de setembro. Mas muitas famílias ainda aguardam a semana de pagamento. A nossa expectativa de crescimento é de 10%”, afirma o empresário Agenor Angioletti, da Graffiti Papelaria.

Para o comerciante Enio Bernardi, da Loja Isabela, o importante é oferecer variedade ao cliente. “Temos desde os brinquedos mais baratos e populares até as linhas de marcas mais conceituadas. Isso porque Dia das Crianças é sempre uma surpresa, ninguém sabe ao certo no que apostar já que tem cliente para todos os gostos. Em média, o valor do investimento no presente gira entre R$ 39,90 a R$ 89,90”, afirma Bernardi.

Também sobram opções para quem prefere presentear com roupas. Para atrair o público infantil, as lojas apostam na criatividade. “Decoramos com balão, instalamos uma cama-elástica, oferecemos pipoca. A expectativa é um aumento de vendas em torno de 10% e, como presente, a dica são os conjuntinhos ou calçados da Melissa”, destaca a empresária Simone da Silva Peixoto, da Loja Caramello.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio