Dupla do Vale conquista quarto lugar em competição que contou com campeões mundiais

Dupla brusquense de futevôlei se supera em São Paulo

Dupla do Vale conquista quarto lugar em competição que contou com campeões mundiais

Dupla brusquense de futevôlei se supera em São Paulo

Não teve pódio no Campeonato Paulista de Futevôlei para a dupla Renan Dalago, de Brusque, e Wilson da Veiga Junior, o Juninho, de Itajaí. Mas com o nível dos atletas que competiram em Ilha Comprida no último fim de semana, o quarto lugar conquistado foi muito comemorado pela dupla do Vale. No evento, que apesar de receber o nome de ‘Paulista’ é aberto a atletas de fora do estado e do país inteiro, estiveram presentes campeões mundiais como Bello Soares e Fábio Tenório.
Dupla desconhecida
Esta foi a competição mais disputada que Renan e Juninho participaram. A dupla era estranha para os experientes atletas de futevôlei que vivem do esporte e são ‘figuras carimbadas’ no cenário nacional da modalidade. “Normalmente eles fazem previsões sobre qual dupla vai passar e qual vai ficar durante as etapas. Mas eles não sabiam nada sobre a gente, éramos desconhecidos”, diz Renan.

A própria Federação Paulista de Futevôlei (FPF), que convidou Renan e Juninho para participar da competição, não sabia como seria o desempenho da dupla. Segundo o brusquense, os dirigentes da FPF aprovaram a estreia. “Ficaram impressionados, principalmente por termos superado uma dupla paraguaia considerada favorita”. Para Renan, o desempenho no Paulista abrirá novas portas para a dupla que estuda viajar ao Irã para disputar o mundial da modalidade.

O brusquense destacou ainda que a dupla chegou longe, dadas as condições em que treinam. Renan e Juninho não vivem do esporte, cada um treina em sua cidade e o ritmo de atividades é muito inferior ao dos campeões mundiais que enfrentaram no caminho até o quarto lugar do Paulista.

A campanha

Renan e Juninho caíram no ‘grupo da morte’ no Paulista. Os grupos foram formados por três duplas, sendo que as duas que mais pontuassem passariam para as quartas de final. No primeiro momento, a dupla do Vale do Itajaí foi vista como o ‘patinho feio’ do grupo que era composto por Bello e Vinicius, campeões mundiais e que faturaram ouro nesta competição. Na mesma chave ainda estavam Velo e Luís, paraguaios destaques no cenário do futevôlei. O primeiro foi campeão mundial em 2011.

Mas Renan e Juninho logo trataram de mostrar serviço. Mesmo pegando Bello e Vinicius já na estreia, os atletas não se deixaram intimidar e perderam para os favoritos com um placar apertado. Disputado em set único, o jogo foi encerrado com vitória dos campeões mundiais por 18 a 14. Na sequência, os atletas disputaram contra a dupla paraguaia e surpreenderam ao desclassificá-los. Em set disputado, Renan e Juninho venceram por 20 a 18 e avançaram para as quartas de final.

Na segunda fase do Paulista, novamente os desconhecidos jogadores não foram vistos como favoritos. A dupla adversária era composta por Lalazinho e Igor, goianos experientes e atuais campeões estaduais. A fase eliminatória foi disputada no estilo ‘melhor de três sets’. Os goianos começaram vencendo por sonoros 18 a 5. Renan e Juninho precisaram correr atrás do prejuízo no segundo set e surpreenderam ao vencer por 18 a 12. A partida foi para o tie-break, disputado até 15 pontos. Desta vez, a dupla do Vale sobrou e ganhou por 15 a 9.

A semifinal foi contra o multicampeão Fábio Tenório – que hoje ostenta o status de ser o único campeão mundial em três categorias do futevôlei. O companheiro de Fábio é outro destaque, Isael Maroli, que defendeu a seleção brasileira em 2008. Juntos, eles não deram chances para a dupla catarinense. A trajetória de Juninho e Renan foi interrompida com tranquilidade pelos algozes. A partida terminou em 2 sets a 0: com parciais de 18 a 15 e 18 a 10.

A disputa pelo bronze foi contra uma dupla conhecida de Renan e Juninho. Os paranaenses Luquinha e Bruno são adversários frequentes nas competições sul-brasileiras. A dupla do Paraná venceu o primeiro set por 18 a 15. Renan e Juninho se recuperaram, vencendo o segundo por 18 a 16. No terceiro, porém, a dupla não suportou o forte vento que bateu em Ilha Comprida e deixou o bronze escapar ao perder por 15 a 7.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio