Em partida eletrizante com duas viradas, Brusque e Avaí empatam

Brusque buscou o resultado no início do segundo tempo, Leão virou mas Assis deixou tudo igual

Em partida eletrizante com duas viradas, Brusque e Avaí empatam

Brusque buscou o resultado no início do segundo tempo, Leão virou mas Assis deixou tudo igual

O Brusque conquistou um importante ponto fora de casa, contra o Avaí, na tarde de sábado, 20. A equipe de Mauro Ovelha saiu perdendo por 1 a 0, mas virou no início do segundo tempo. Na sequência, o Leão, empurrado pela torcida, chegou ao 3 a 2, mas Assis deixou tudo igual. O jogo foi marcado por forte chuva em Palhoça, além de duas quedas de energia. Giancarlo foi o nome do quadricolor, com duas bolas na rede. A equipe teve pelo menos quatro alterações e teve uma cara diferente, mas também aguerrida em Palhoça.

>> Confira galeria de fotos do jogo entre Brusque e Avaí

Choque e pressão

O ‘novo’ time de Mauro Ovelha começou um pouco desatento na partida. Sem pressionar a saída de bola e sofrendo com o excesso de chuvas em Palhoça, o time foi pressionado nos primeiros 10 minutos para o Avaí. Ainda perdeu chances de abrir o placar, principalmente em lance aos 3 minutos o qual Eliomar foi bem lançado por Paulinho, mas não conseguiu concluir.

Aos 12, o ‘apagão’ da defesa ficou claro. Em cruzamento para a área, Jardel subiu sozinho e tentou concluir para as redes. O camisa 10 finalizou mal, mas deu tempo de William corrigir o erro do colega. Ele chegou testando na sobra para as redes, sendo que ninguém do Brusque conseguiu tirar.

A partir do primeiro gol do Avaí, o Brusque começou a correr atrás do prejuízo. Paulinho, um dos melhores em campo, deitou para cima da defesa adversária e fez os adversários baterem cabeça. O força de vontade do quadricolor surtiu efeito aos 17 minutos. Em bela jogada, Alemão recebeu pela direita, aplicou uma caneta em Vitor Costa e acessou a àrea. O camisa 2 tocou para Giancarlo só completar, de primeira, para as redes, deixando tudo igual.

A partir daí, o melhor time em campo foi o Bruscão. Alemão e Paulinho passavam fácil pela direita, e por pouco não ajudaram o time a ampliar. Aos 35 minutos, o meia recebeu pela ala, cruzou com veneno e Giancarlo completou, mas Renan espalmou para escanteio. Pouco antes do fim, Caio Cezar, do Avaí, quase deixou novamente o time em vantagem ao chutar cruzado, mas mandou para fora. Na sequência, Célio Amorim apitou o fim do primeiro tempo.

Fogo na partida

O segundo tempo tirou o fôlego das torcidas. Apesar da chuva, não faltou velocidade, dedicação e emoção da parte de ambas as equipes. Mas foi o Bruscão quem saiu na frente. Antes de a partida completar um minuto, Assis e Eliomar tabelaram pela esquerda, a bola acabou com o camisa 10 que alçou na área. Renan perdeu o tempo dela, que acabou no pé de Giancarlo para completar para as redes.

Depois do tento, o Brusque passou por muito tempo dominando. Estava mais próximo o terceiro gol do time de Ovelha do que o empate avaiano. Mas, um golaço mudou o rumo da história. Lucas Fernandes, que havia acabado de entrar, recebeu na área, dominou no peito e mandou, indefensável para João Paulo.

A torcida avaiana explodiu com o empate do Leão, e começou a empurrar o time para a virada. Ela aconteceu cinco minutos depois. Na cobrança de falta, Renato colocou na cabeça de Willian que, desmarcado, mandou para as redes. A alegria dos torcedores da capital não durou muito tempo. Em cobrança de falta frontal, Assis mandou para a área, a bola tocou na barreira e encobriu Renan, deixando tudo igual. A partida foi lá e cá a partir disso, com chances claras das duas partes.

Aos 47 minutos, o Avaí teve um escanteio que podia recolocar a equipe na frente, mas a defesa tirou e Célio Amorim apitou o fim da partida.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio