Escritor brusquense lança segunda obra literária

"O tempo deixou marcas em meu rosto" foi escrito por Sérgio Schulenburg, que atualmente mora em Bombinhas

Escritor brusquense lança segunda obra literária

"O tempo deixou marcas em meu rosto" foi escrito por Sérgio Schulenburg, que atualmente mora em Bombinhas

O brusquense Sérgio Schulenburg, de 53 anos, atualmente morador de Bombinhas, lançou em maio a sua segunda obra literária: “O tempo deixou marcas em meu rosto”. O livro, que possui o prefácio do renomado escritor e professor Christian Barbosa – considerado o maior especialista em produtividade no Brasil -, propõe uma reflexão sobre o tempo que se perde ou que se ganha, dependendo do olhar e a importância dada às experiências vividas.

Schulenburg, de família tradicional de Brusque, morou no bairro Guarani até 2008. Ele dedicava seu tempo ao trabalho de empresário – era proprietário de uma pizzaria – e também em dar aulas nas escolas municipais e no Senac do município.

Com formação em Filosofia, Psicologia e Ciências Humanas, o brusquense possui experiência de 15 anos em consultoria e mentoria de empresas nas áreas de recursos humanos, financeiro, estruturação e marketing. Em 2012 dedicou-se a escrever, e com incentivo de alguns amigos, dentre eles o escritor Saulo Adami, do qual é amigo há mais de 20 anos, decidiu transformar seu desejo em realidade.

Assim, uma pesquisa de três anos originou sua primeira obra, lançada no ano passado – “O degustador de pamonhas”, que conta também com o prefácio do filósofo Clóvis de Barros Filho. O livro, com base na filosofia de Baruch Spinoza, filósofo holandês do século XVII, ensina como o ser humano pode se conhecer por meio dos seus pensamentos, afetos e dos encontros com o mundo.

Após a primeira obra, Schulenburg trabalhou para desenvolver o seu segundo livro, que aborda um tema atual e polêmico – a interação das redes sociais no cotidiano. “O tempo deixou marcas em meu rosto” foi produzido por meio da percepção do escritor, ao analisar que as pessoas “estão viciadas nas redes sociais”. Ele conta que a filosofia é o pano de fundo desta obra, a qual sempre tem curiosidade em entender o porquê das coisas.

Schulenburg, que também é professor universitário, é palestrante em universidades no ramo de Educação. Ele atua em Curitiba (PR) e em Santa Catarina. O brusquense mora em Bombinhas, trabalha em Biguaçu e também possui uma escola de cursos profissionalizantes em Tijucas e São José, além de ter uma coluna semanal do jornal Biguaçu em Foco.

Informações sobre o escritor e suas obras no site: www.palestrantesergioschulen.com.br.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio