Exames de DNA comprovam paternidade e mudam a vida de brusquenses

Ana Jaqueline Zancanaro Machado, 29 anos, encontrou o pai biológico e confirmou a paternidade através do exame. Hoje a família é maior e completa

Exames de DNA comprovam paternidade e mudam a vida de brusquenses

Ana Jaqueline Zancanaro Machado, 29 anos, encontrou o pai biológico e confirmou a paternidade através do exame. Hoje a família é maior e completa

Um dos tipos de processo de maior procura na Vara da Família, Órfãos, Sucessões e Infância e Juventude de Brusque é o de investigação de paternidade. O exame de DNA é utilizado para comprovar a paternidade quando o pai não aceita o fato – e não quer assumir as responsabilidades exigidas. 

De acordo com o juiz Marcelo Volpato de Souza, quem não tem condições de pagar pelo exame tem o direito de fazer gratuitamente. 

O exame de DNA pode mudar a vida de muitas pessoas, como aconteceu com Ana Jaqueline Zancanaro Machado, de 29 anos, que confirmou a identidade do pai biológico através do DNA e ganhou um novo pai, oito anos depois da morte de seu pai adotivo. 

– Ele era tudo para mim. Eu fiquei esse tempo sem pai, e agora tenho outro que faz tanto quanto ele fez por mim – declara.

A edição impressa do Jornal Município desta quarta-feira, 21, traz outros de
talhes sobre o DNA. Confira!
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio