Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Extinção da Codesc e da Cohab tem forte resistência na Assembleia Legislativa

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Extinção da Codesc e da Cohab tem forte resistência na Assembleia Legislativa

Raul Sartori

Um pedido de vista coletiva na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) é um sinal de que a extinção da dispendiosas Codesc e Cohab tem forte resistência na Assembleia Legislativa, mesmo custando centenas de milhões por ano, sem nada fazer. Qualquer poste sabe que elas foram, são e sempre serão um ótimo negócio para os políticos, que nos cargos nelas existentes podem nomear seus prepostos ou eles mesmos se escalarem, sem que se exija nada em competência técnica. Socorro!


À flor da pele
O grupo de assessores e secretários em volta do governador Raimundo Colombo não esconde a angústia de todos, desde terça-feira, com a “lista de Janot”, do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Seu nome está lá ou não? Esta é a pergunta que todos se fazem. É muito provável. Conforme a Folha de S. Paulo, o Superior Tribunal de Justiça foi informado de que receberá os casos de dez governadores incluídos na lista, que tem 83 nomes ao todo, com pedidos de abertura de inquérito. O STJ é a instância responsável por julgar processos contra governadores, que têm foro privilegiado nesse tribunal. Antes os casos devem ser liberados pelo ministro Edson Fachin, relator da Lava Jato no STF.


25 horas-dia
O jornalista Cláudio Prisco Paraíso, que tem uma empresa de pesquisa de mercado e opinião pública, além de ser responsável por um blog e quadros de comentários em rede de TV e rádios, todos com conteúdo político, ainda tem tempo para mais serviço. Acaba de ser contratado para chefiar a assessoria de comunicação do Tribunal de Contas do Estado, com salário mensal de R$ 21.508.


O golpe
Release do grupo Unidos Contra o Golpe e Instituto Paulo Stuart Wright, enviado ontem, começa assim: “Após o golpe, que destituiu a presidenta democraticamente eleita, Dilma Rousseff, o país mergulhou em uma crise institucional e financeira, que aponta não ter fim”. Depois acrescenta que “preocupados com o rumo que o processo democrático vem tomando”, as duas entidades estão trazendo o jornalista Luis Nassif para falar sobre o assunto, amanhã, às 19h30, na Assembleia Legislativa. Sem comentários.


Longevidade
No Encontro Estadual de Vereadores, em Florianópolis, foram condecorados três legisladores municipais por terem exercido o maior número de mandatos em SC. São Orvino Coelho de Ávila (PSD), de São José, e Nirdo Artur Luz Pitanta, de Palhoça, com 10, e João Zanrosso Neto, de Romelândia, com nove mandatos.


Reforma trabalhista
A Comissão Especial da Reforma Trabalhista da Câmara dos Deputados promoveu audiência pública, terça-feira, com maciça presença catarinense. Convidados, estiverem lá os presidentes das Federações do Comércio, Bruno Breithaupt; Indústria, Glauco Côrte; e Agricultura, José Zeferino Pedroso, além do deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC). Os três líderes bateram na mesma tecla: se deve dar a prevalência para o negociado, preferencialmente de forma coletiva, sobre o legislado.


Repatriação
O Senado aprovou anteontem o projeto que reabre o prazo para a repatriação de recursos de brasileiros depositados no exterior. A proposta já havia sido aprovada também pela Câmara dos Deputados e vai agora para a sanção do presidente Michel Temer. Para o líder do PSDB no Senado, Paulo Bauer, o recurso é importante para as prefeituras e os governos estaduais. Importante? É um milagre!


Esbulho 1
A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) vai devolver imediatamente R$ 1,8 bilhão irresponsavelmente e indevidamente cobrados a mais na conta de luz dos consumidores para o pagamento da usina de energia nuclear Angra 3. O processo será julgado dia 28 e deve reduzir as tarifas de clientes de todo o país.


Esbulho 2
Enquanto isso, em SC, o Tribunal de Contas do Estado acaba de constatar que a Celesc Distribuição repassou aos consumidores, do segundo trimestre de 2014 ao primeiro trimestre de 2015, percentual superior ao estabelecido pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) à título de perdas no faturamento da estatal, com furtos de energia elétrica, erros de medição e unidades consumidoras sem equipamentos. Terá 180 dias para fazer a correção. O TCE não diz qual o valor do repasse e se a Celesc vai devolver o que surrupiou.


DETALHES

  • Foi empossada terça-feira a nova diretoria do Sindicato das Empresas Proprietárias de Jornais e Revistas de SC para o triênio 2017-2019. Ronaldo Roratto, proprietário do Diário do Iguaçu, de Chapecó, que comanda o Sindejor-SC desde 2014, foi reconduzido ao cargo.
  • O Centro Catarinense de Reabilitação agora tem um parque infantil. Foi construído com R$ 500 mil de acordo feito pela 5ª Vara do Trabalho de Florianópolis em ação movida pelo Ministério Público do Trabalho (MPT-SC) contra uma grande rede de supermercados da Capital.
Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio