Festival de música homenageará brusquense Edino Krieger

Primeira edição do evento será realizada em setembro, em Florianópolis

Festival de música homenageará brusquense Edino Krieger

Primeira edição do evento será realizada em setembro, em Florianópolis

O compositor brusquense Edino Krieger será homenageado em setembro, em Florianópolis, no primeiro Festival de Música Contemporânea Brasileira (MCB), que levará seu nome. O objetivo do evento, que deve ser fixado no calendário cultural do estado, é criar um espaço para eternizar a figura do compositor.

Aos 7 anos, Edino Krieger iniciou os estudos de violino com o pai, Aldo Krieger. Pouco tempo depois, conquistou uma bolsa de estudos para o Conservatório Brasileiro de Música. O brusquense é considerado um dos compositores mais importantes no desenvolvimento da música brasileira nos séculos 20 e 21. Além de suas composições fazerem parte do repertório das maiores casas de concertos do país e do mundo, seu trabalho também se destaca como crítico musical, produtor e promotor da música contemporânea como um todo. Foi idealizador do Festival de Música da Guanabara em 1969, hoje conhecido como as Bienais de Música Brasileira Contemporânea do Rio de Janeiro.

O festival é idealizado pela diretora artística Thais Lopes Nicolau e a produtora do Camerata Florianópolis, Maria Elita Pereira. Além de homenagear Edino, o evento busca fomentar a produção artística brasileira, por meio de um concurso de composições e workshops sobre a temática. O concurso selecionará de seis a dez obras de solistas ou conjuntos instrumentais de câmara para serem apresentados durante o festival. Os trabalhos deverão ser enviados para avaliação até 15 de maio, pois a seleção ocorrerá no início de junho.

Thais conta que o festival é realizado também em Campinas, há quatro anos, e como ela se mudou recentemente para Florianópolis, teve a ideia, junto com Maria Elita, de realizar um também no estado. “A primeira edição dessa versão do Festival MCB Edino Krieger, apesar de ser focada em música contemporânea brasileira, tem a estrutura bem diferente da que ocorre em Campinas, pois foca na parte de criação e composição. Por isso, tem a parte de concurso de composição”, explica.

O festival ocorrerá entre os dias 14 a 23 de setembro, com abertura no Teatro Álvaro de Carvalho (TAC). No dia 20, serão realizados dois whorkshops na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc): um sobre composição e outro voltado para interpretação musical das obras do século 20. Já no dia 21 haverá recital com as obras de Edino Krieger, com a participação do homenageado. O encerramento, no dia 23, será com um concerto da Camerata Florianópolis.

Recital em Brusque

Ainda em setembro, entre os dias 15 ou 16, há a possibilidade de um recital ser apresentado em Brusque, com as músicas selecionadas no concurso e também com as obras de Edino Krieger. Thais revela que a ideia inicial sempre foi de trazer o recital para a terra natal do compositor, porém, tudo depende de recursos. “Se a gente conseguir toda a verba proposta, teremos dois recitais: o de Florianópolis e um em Brusque”.

Ela acrescenta que já foi feita uma pré-reserva no teatro do Centro Empresarial de Brusque (Cescb) após um contato com Carmelo Krieger, do Instituto Aldo Krieger. “Esperamos que dê certo de levar o recital para o município”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio