Guabirubenses conquistam vagas na classificatória para o Brasileiro de Caratê

Delegação guabirubense contou com a participação de sete atletas na seletiva disputada em Londrina

Guabirubenses conquistam vagas na classificatória para o Brasileiro de Caratê

Delegação guabirubense contou com a participação de sete atletas na seletiva disputada em Londrina

 

Atletas de Guabiruba ajudaram a delegação catarinense a conquistar o título da última etapa da classificatória para o Campeonato Brasileiro de Caratê. A competição será realizada de 9 a 11 de outubro em Salvador, na Bahia. A comitiva guabirubense contou com a participação de sete atletas na seletiva disputada em Londrina, no norte do Paraná.

Destes, seis se classificaram para o nacional, conforme comenta o técnico Sidnei Decker. “Guabiruba teve um resultado muito bom. Nossos atletas não tiveram dificuldades devido a dedicação nos treinos, e também por que a delegação de São Paulo, grande adversária de Santa Catarina, optou em não participar desta etapa”, observa.

Ele diz que Santa Catarina tem um nível técnico muito bom nesta modalidade em âmbito nacional e geralmente disputa com os paulistas o posto de melhor equipe. “São Paulo tem vantagem por ter mais atletas, mas nós de Santa Catarina temos nível técnico superior e os atletas de Guabiruba contribuíram para esta conquista”, ressalta.

Destaques
Os destaques desta competição foram Paila Marandola, Naiglei Marjore Sieguel, Felipe Cavilha e Beatriz Treider Anastácio, todos medalhistas de ouro, sendo que a última atleta levou o título em duas categorias Sub-21 e Sênior.

Um dos grandes momentos, conforme destaca Decker, foi a da vitória de Naiglei. “Ela é a caçula da equipe. É uma criança muito imperativa, uma menina contagiante que emocionou toda equipe. Após ela ter conseguido a classificação, começou a chorar de felicidade, e com ela todos se derreteram em lágrimas”, conta.

Ainda representaram Guabiruba na disputa os atletas: Julia Maiara dos Santos, medalhista de bronze, além dos caratecas, Guilherme Vastres e João Vitor Pereira, que devido a problemas de saúde não conseguiu a classificação. Em Londrina, os atletas foram supervisionados por Sidnei e também pelo treinador Marcelo Decker.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio