Igrejas de Brusque vivenciam a Quarta-feira de Cinzas, celebração que marca o início da Quaresma

Cinzas são colocadas na cabeça dos fiéis em sinal de penitência; período é de preparação à Páscoa

Igrejas de Brusque vivenciam a Quarta-feira de Cinzas, celebração que marca o início da Quaresma

Cinzas são colocadas na cabeça dos fiéis em sinal de penitência; período é de preparação à Páscoa

A Igreja Católica celebra hoje, 1, a Quarta-feira de Cinzas – a celebração que marca o início do tempo da Quaresma, período que antecede a Páscoa. Na paróquia São Luis Gonzaga, no Centro, serão realizadas duas missas: às 6h30 e às 19 horas.

A data é uma antiga tradição religiosa para o povo judeu. O padre Magnos Caneppele, pároco da matriz, diz que as cinzas são colocadas na cabeça das pessoas em sinal de penitência. Segundo ele, a Quaresma é um tempo de oração mais intensa e de preparação para a Páscoa.

“Para o povo da Bíblia, as cinzas significavam o arrependimento dos pecados, a vontade de voltar para Deus. Hoje, para nós, as cinzas são colocadas na cabeça para lembrar que somos limitados, que temos muita coisa a mudar, a melhorar”, diz o padre. Ele afirma que um trecho de Gênesis também vem de encontro ao momento. “Há uma passagem muito bonita que fala que ‘somos pó e ao pó da terra voltaremos’”.

Caneppele destaca que a celebração desta quarta-feira é propícia para que cada fiel possa ser levado ao arrependimento dos seus pecados e lembrar que é necessário progredir e ir em busca de um caminho melhor.

O padre diz ainda que além de ser uma missa penitencial, é a celebração da esperança, onde Deus vem ao auxílio do povo. “Por meio do arrependimento, da oração, da caridade, do jejum, vamos vencendo as dificuldades da vida, vencendo as nossas limitações, o que não é bom, o que precisa mudar”.

Os 40 dias que antecedem a Páscoa é todo destinado a essa primeira reflexão que a celebração de hoje faz. O tema da Campanha da Fraternidade neste ano é “Fraternidade: biomas brasileiros e defesa da vida” e o lema “Cultivar e guardar a criação”. Segundo o pároco, durante este período a comunidade terá tempo para refletir também sobre a realidade e diversidade dos biomas, e olhar com carinho e comprometimento para preservá-lo.


Missas desta quarta-feira, 1

Igreja Matriz São Luis Gonzaga
6h30 e 19h30

Comunidades da paróquia
São Luis Gonzaga
19h

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio