João José Leal

Promotor de Justiça, professor aposentado e membro da Academia Catarinense de Letras - joaojoseleal@omunicipio.com.br

Dia da Ecologia, dos animais e dos pássaros

João José Leal

Promotor de Justiça, professor aposentado e membro da Academia Catarinense de Letras - joaojoseleal@omunicipio.com.br

Dia da Ecologia, dos animais e dos pássaros

João José Leal

Tenho um calendário afixado numa parede da cozinha, aquela tradicional folhinha do SCJ publicada pela editora Vozes, há mais de 80 anos. É um presente de todos os anos de uma fiel amiga da minha família. A cada manhã, uma rotina diária difícil de manter nesse tempo moderno de vida internetizada e de correria sem fim, a gente retira uma pequenina folha de papel, que parece reciclado. Além da data, a folhinha traz informações, reflexões e comentários diários sobre religião, filosofia, fases da lua, previsão do tempo, dicas de saúde, receitas culinárias, datas comemorativas e muitos assuntos.

Ontem, a folhinha avisou-me que, hoje, se comemora o Dia da Ecologia, ciência que surgiu no começo do século passado como um ramo da Biologia e que não deve ser confundida com ambiente. É uma ciência recente na história da divisão das áreas do conhecimento humano, criada para estudar como os seres vivos se comportam e interagem entre si. É, portanto, uma ciência fundamental para que possamos compreender a natureza e o ambiente em que vivemos.

Acho muito bom que se tenha uma data especial para lembrar a importância da natureza e do ambiente em que vivemos. É claro que o nosso compromisso com a preservação do ambiente deve ser permanente e de todos os dias. Afinal, ninguém pode desconhecer que a vida humana saudável e sustentável sobre o planeta Terra depende de um ambiente ecologicamente equilibrado. Já estamos maltratando demais a natureza e é preciso acreditar no que dizem os estudiosos do clima.

Não naqueles que gostam de nos aterrorizar e que mais parecem cavaleiros do apocalipse, arautos do fim dos tempos que se aproxima a galope. No entanto é preciso reconhecer que os graves danos praticados pela ação humana contra a natureza já estão causando um perigoso desequilíbrio ambiental. E o resultado são as tragédias climáticas que estamos enfrentando, inundações de proporções cada vez maiores, estiagens prolongadas, ciclones e furacões devastadores, além do efeito estufa com o aquecimento das águas e da atmosfera.

Como há datas comemorativas para tudo e todos os gostos, diz a folhinha que hoje é também o Dia das Aves e dos Animais. Ninguém mais é capaz de defender, como ocorria no passado, a caça de aves ou de qualquer outro animal. A nossa fauna precisa ser respeitada e protegida, assim também como a nossa flora. Felizmente, a educação ambiental muito tem ajudado para a formação de uma firme e sólida consciência ambiental. E os resultados positivos já se fazem sentir.

A nossa Mata Atlântica está vivendo um claro processo de recomposição florestal e já não vemos mais aquelas chagas vermelhas deixadas nas encostas pela extração abusiva de madeira e corte predatório das árvores centenárias. Os pássaros estão se reproduzindo e voltaram às praças de nossa cidade, aos quintais e jardins de nossas casas. Assim, neste tempo primaveril, a paisagem ganha um toque de beleza floral e o canto das aves chega aos nossos ouvidos como um presente da natureza.
É nosso dever conhecer e observar cada vez mais os preceitos da ciência ecológica para que nossos filhos e as futuras gerações possam viver num ambiente equilibrado, saudável e cada vez mais de braços dados com a Mãe Natureza.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo