Conteúdo exclusivo para assinantes

Mais de 17 mil moradores de Brusque tiveram o título de eleitor cancelado

Eleitores só poderão regularizar a situação a partir de 5 de novembro

Mais de 17 mil moradores de Brusque tiveram o título de eleitor cancelado

Eleitores só poderão regularizar a situação a partir de 5 de novembro

Com o prazo para regularizar a situação eleitoral encerrado no dia 9 de maio, 17.102 eleitores de Brusque tiveram o título cancelado e não poderão votar na eleição de outubro. O número é bem maior do que o registrado na última eleição, em 2016, quando Brusque teve pouco mais de 7 mil títulos cancelados.

O fim do prazo para ficar em dia com a Justiça Eleitoral gerou uma grande correria ao cartório do município. O chefe de cartório da 86ª Zona Eleitoral de Brusque, Guilherme Benedet, destaca que os últimos três dias foram os de maior movimento.

“O pessoal deixou para última hora, mesmo. No último dia, fizemos 668 títulos e atendemos até as 22h15. Mesmo assim, podemos considerar que pouca gente compareceu, já que o número de cancelamentos foi bastante elevado”.

Até o momento, Brusque tem 80.434 eleitores aptos a votar em outubro, entretanto, esse número pode ser maior porque 549 títulos estão esperando para serem processados no sistema.

Os mais de 17 mil eleitores que tiveram o título cancelado só poderão procurar o cartório e regularizar a sua situação a partir do dia 5 de novembro.

Benedet explica que no ano passado as cidades da região passaram pelo recadastramento biométrico, que finalizou em 15 de dezembro. Quem não compareceu ao recadastramento naquela época, teve o título de eleitor cancelado, porém, foi dada uma nova chance para esses eleitores se regularizarem até 9 de maio. 

O chefe de cartório ressalta que o cancelamento do título de eleitor impõe algumas restrições, como o impedimento de tirar passaporte ou de assumir cargo público, por exemplo. O eleitor também pode ter o CPF suspenso pela Receita Federal.

“A suspensão do CPF não depende da Justiça Eleitoral, é a Receita Federal que cruza os dados e se tiver alguma pendência, pode suspender o documento”.

Nesta eleição, cerca de 98% dos eleitores de Brusque vão votar com a biometria. Só vai ficar de fora quem estava com o título suspenso em dezembro de 2017 por condenação criminal ou por estar servindo às Forças Armadas.

Guabiruba e Botuverá
Em Guabiruba, 2.529 eleitores terão o título cancelado enquanto que em Botuverá, 504 eleitores não se regularizaram e, por isso, não poderão votar neste ano. Em Guabiruba, serão em torno de 14.336 mil eleitores aptos a votar. Já em Botuverá os eleitores aptos são 4.089.

Números da região

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio