Mais de 20 famílias aderem à horta comunitária do bairro Santa Rita

Dos 30 canteiros disponíveis aos moradores do bairro, 24 já estão preenchidos

Mais de 20 famílias aderem à horta comunitária do bairro Santa Rita

Dos 30 canteiros disponíveis aos moradores do bairro, 24 já estão preenchidos

Iniciada em fevereiro deste ano, a horta comunitária do bairro Santa Rita já está em pleno funcionamento. Dos 30 canteiros disponíveis aos moradores da região, 24 estão preenchidos. A maioria deles por pessoas que residem em apartamentos.

Leia também: Secretaria de Educação de Brusque implanta o sistema fila única em creches

De acordo com o diretor financeiro da Associação de Moradores do bairro, Jorci da Silva, há produtos como alface, couve, repolho, brócolos, salsinha, rúcula e ervas medicinais nos cerca de 350 metros de área.

“Geralmente pessoas que querem ter uma alimentação mais saudável buscam a horta. E geralmente essas pessoas moram em prédios e não tem espaço para conservar verduras ou legumes. Então eles encontram na horta comunitária uma alternativa”, afirma.

Silva diz que os legumes, as verduras e os temperos já são colhidos e também partilhados entre os moradores. Como cada um é responsável por um canteiro, eles mesmos decidem se utilizam para consumo próprio ou se também dividem com o restante da comunidade.

Produtos como alface, repolho e salsinha são cultivados na horta pelos moradores do bairro / Foto: Juliana Eichwald
Produtos como alface, repolho e salsinha são cultivados na horta pelos moradores do bairro / Foto: Juliana Eichwald

Localizada na Associação de Moradores do bairro, a horta também deverá ser disponibilizada para o centro de educação infantil Sofia Dubiella. O objetivo, segundo Silva, é que os alunos possam aprender a origem de alguns alimentos e também possam ter contato com a terra.

“Nós estamos entrando em contato para ver se algum professor gostaria de fazer isso. Esperamos que dê certo”, diz. “Eu lembro que quando a horta ficou pronta, ninguém vinha plantar. Daí eu fui, plantei, tirei foto e coloquei no Facebook da associação, então os outros moradores acharam interessante e começaram a vir. Todo mundo está gostando”, completa.

Expansão

A confecção da primeira horta comunitária da cidade é um projeto da Fundação Municipal do Meio Ambiente (Fundema) em parceria com a Secretaria de Obras e com o Horto Florestal. Superintendente da Fundema, Cristiano Olinger afirma que a ideia é expandir o projeto para os outros bairros do município.

“Como estamos passando por transição, e com a alteração de gestão, não dá para expandir agora. Também estamos sem bióloga porque acabou o contrato. Mas esse foi um projeto piloto. Vamos ver as dificuldades e ver o que podemos melhorar para que quando formos implantar nos outros bairros também dê certo”, diz.

Para Olinger, a função principal da horta comunitária é proporcionar convívio social. Por meio do plantio e da colheita, argumenta o superintendente, os moradores têm interação maior entre si.

“A horta comunitária não tem apenas esse lado do produto saudável. Mas também do convívio. Porque hoje em dia as pessoas estão só trancadas dentro de apartamentos. Às vezes a gente mora num lugar e não conhece os vizinhos. Na horta, as pessoas conversam, se ajudam e trocam alimentos, tendo uma interação grande”, diz.

Ainda de acordo com Olinger, a prefeitura cedeu o adubo, as primeiras mudas e os materiais utilizados no plantio. A confecção dos canteiros, por outro lado, ficou sob responsabilidade da Secretaria de Obras.


Quer participar?

As inscrições para utilizar a hora devem ser realizadas na sede da Associação de Moradores do Bairro Santa Rita. Mais informações no Facebook.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio