Mais de 50 focos do mosquito Aedes Aegypti foram encontrados em Brusque em 2016

Bairros Nova Brasília e Santa Rita foram alguns dos que registraram mais incidência

Mais de 50 focos do mosquito Aedes Aegypti foram encontrados em Brusque em 2016

Bairros Nova Brasília e Santa Rita foram alguns dos que registraram mais incidência

De janeiro até outubro, a Vigilância Epidemiológica de Brusque registrou no município 52 focos do mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, a chikungunya e a zika vírus.

Assim como no ano passado, neste ano os bairros Nova Brasília e Santa Rita também figuram no topo da lista de locais com mais incidência. Enquanto o Nova Brasília contabilizou 18 casos, o Santa Rita contabilizou 9. Além do Santa Rita, o Centro II e o São Luiz também têm 9 casos, cada.

Por outro lado, os bairros com menos incidência foram o Centro I, o Limoeiro, o Santa Terezinha e o Steffen. Cada um deles com dois focos cada.

“Estávamos sem encontrar foco desde junho e agora no mês de outubro encontramos dois: um no bairro Nova Brasília e um no Limoeiro”, afirma a coordenadora do programa de Controle da Dengue, Fernanda Lippert.

Fernanda lembra que, mesmo em dias mais frios, o mosquito mantém o ciclo de vida. Por isso, explica ela, é fundamental que a população continue com as atividades de prevenção praticadas no verão.

“É importante que a população mantenha uma vigilância constante no seu local de trabalho e residência mantendo os locais sem água parada, evitando assim condições favoráveis para a proliferação”, diz.

Casos

Do início do ano até agora, o município teve, ao todo, 20 casos confirmados de moradores com dengue (15), com chikungunya (4) e com zika vírus (1). Atualmente, segundo Fernanda, nenhum paciente aguarda resultado laboratorial.

Capacitação

Com a proximidade do verão, as ações da Vigilância Epidemiológica contra o mosquito começam a se intensificar. Recentemente, a equipe passou por capacitação da Diretoria de Vigilância Epidemiológica do estado (Dive).

“Também estamos aumentando as fiscalizações, os atendimentos às denúncias e as coletas de amostras, que tendem a aumentar nos períodos mais quentes e chuvas mais regulares”, afirma a coordenadora.

Ação de orientação nos cemitérios devido ao Dia dos Finados e ações em parcerias com outras entidades voltadas às crianças no mês que vem são algumas das atividades do órgão previstas para os próximos dias.

FOCO

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio