Marlon Bendini se cala sobre possível armação para rebaixar o Brusque

"Não tenho nada a dizer sobre isso", declarou o presidente do Marcílio Dias

Marlon Bendini se cala sobre possível armação para rebaixar o Brusque

"Não tenho nada a dizer sobre isso", declarou o presidente do Marcílio Dias

O presidente do Marcílio Dias, Marlon Bendini, preferiu não se manifestar acerca das declarações do membro do Conselho Gestor do clube e secretário de obras de Itajaí, Tarcísio Zanelato. O último alegou que o dirigente tinha conhecimento de uma armação par prejudicar o Brusque na última rodada do Campeonato Catarinense. Na ocasião, o Bruscão venceu o Juventus no Augusto Bauer, mas acabou rebaixado em razão da derrota do Marinheiro em casa para o Atlético de Ibirama em um jogo cercado de polêmicas e equívocos da arbitragem.

 

Contatado pela reportagem, Bendini disse que ‘não tinha nada a dizer sobre o caso’. “Já tem polêmica demais a respeito disso”, declarou. O dirigente comentou que estava em viagem e ainda não se inteirou integralmente das alegações. Também fez duras críticas à imprensa em relação a cobertura do episódio. “Fui roubado o campeonato inteiro e ninguém fala nada. Não vou me pronunciar a respeito do último jogo. Me calei o campeonato todo. Fui garfado contra o Metropolitano. Fui a Chapecó, o Héber (Roberto Lopes) me roubou. Contra o Brusque a mesma coisa”, disparou.

 

Ele ainda se defendeu sobre o comentário de Zanelato. Quando afirmou que Bendini tinha medo de esclarecer os fatos em razão de represálias. “Não tenho medo de nada. Estou há 25 anos no futebol e nunca tive medo de represálias. Pelo contrário, toquei o Marcílio Dias 20 anos sozinho. Não tenho fatos para esclarecer, sou presidente de um clube que perdemos o último jogo, como aconteceu com Brusque e Metropolitano, prejudicado”, finalizou.

 

Bendini convocou uma entrevista coletiva para a próxima terça-feira, 27. Segundo nota publicada no site do Marcilio Dias, o encontro será para fazer um balanço geral da participação do Marinheiro no Catarinense e falar sobre os planos do clube para os próximos meses. A expectativa, no entanto, é de de que as acusações de Zanelato tomem as atenções da entrevista, prevista para começar às 16h.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio