Medicamentos de processos judiciais poderão ser retirados em Brusque

Atualmente, Botuverá, Guabiruba e Brusque contam com 270 processos, segundo gerência de saúde

Medicamentos de processos judiciais poderão ser retirados em Brusque

Atualmente, Botuverá, Guabiruba e Brusque contam com 270 processos, segundo gerência de saúde

Ainda neste mês, as medicações recebidas através de processos judiciais imputados ao governo do estado poderão ser retiradas na sede da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR) de Brusque. A medida visa beneficiar os moradores de Brusque, Guabiruba e Botuverá que atualmente precisa se deslocar à agência de Blumenau para adquirir os medicamentos.

Segundo a gerente de Saúde da SDR, Ivonir Zanatta Webster, os três municípios somam cerca de 270 processos judiciais. Ou seja, são 270 medicamentos distribuídos à população. Para realizar a distribuição no município, a SDR teve de adquirir mesas, cadeiras e uma geladeira especial com termômetro. Duas farmacêuticas que prestaram concurso em 2010 e foram chamadas em junho deste ano serão as responsáveis pela entrega.

“A partir da chamada das farmacêuticas fomos alavancando a ideia de montar a farmácia. Elas vão cuidar do atendimento e da distribuição e esclarecer dúvidas sobre medicamentos. Aos poucos estamos descentralizando o serviço para Brusque para melhorar o atendimento à população da região”, afirma a gerente.

Segundo o secretário de Estado de Desenvolvimento Regional de Brusque, Jones Bosio, a maior preocupação do estado é diminuir a dificuldade de acesso das pessoas aos medicamentos e com isto, melhorar a qualidade da saúde.

“Brusque atende um número significativo de pessoas que necessitam de medicamento de alta complexidade. Tendo local para armazenar aqui na regional, vamos facilitar para as pessoas poderem vir aqui e pegar. Muitos desses medicamentos tem de estar na temperatura adequada. Então a geladeira é imprescindível”.
Ao mesmo tempo em que Bosio ressalta os benefícios, ele diz que se a SDR tivesse de alugar ou construir um espaço extra, a farmácia não seria implantada. De acordo com ele, a meta na SDR é otimizar os ambientes já existentes na sede para não gerar grandes gastos.

Além das medicações de processos judiciais, a gerência de Saúde também planeja distribuir em 2015 os medicamentos excepcionais – que são controlados. Mas para esta modalidade, câmaras frias terão de ser adquiridas. A gerente prevê que a distribuição deva ocorrer entre junho e julho.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio