Moradores flagram “armadilha” para furar pneus na rua do Fogo

Polícia Civil de Brusque alerta que caso pode se enquadrar em ação de preparação para crime

Moradores flagram “armadilha” para furar pneus na rua do Fogo

Polícia Civil de Brusque alerta que caso pode se enquadrar em ação de preparação para crime

Um vídeo que circula nas redes sociais mostrando barras de ferro enterradas no meio da estrada na rua Luiz Maffezzolli, popular rua do Fogo, no bairro Limeira, tem chamado a atenção dos brusquenses.

As imagens foram gravadas no começo da manhã desta quarta-feira, 21, por volta das 6h30, por um empresário, que não quis se identificar. Ele teve o pneu do carro furado após passar pela armadilha.

A vítima conta que estava indo para o trabalho e só conseguiu ver as barras de ferro no meio da estrada quando já estava muito próximo, por isso, não conseguiu desviar. “Eram barras de ferro, parecidas com pregos com a ponta para cima. Estavam lá para furar os pneus mesmo”, conta.

As barras de ferro foram distribuídas em uma parte da estrada que é bastante precária e, à noite, não tem iluminação. O empresário diz que assim que passou pela armadilha decidiu parar o carro para recolher os objetos da estrada e evitar que mais pessoas tivessem seus veículos danificados. “Eu parei o carro e só desci porque uma moto estava passando pelo local. Se a estrada estivesse vazia, eu não pararia”, destaca.

Ele acredita que a armadilha foi montada à noite, provavelmente com a intenção de fazer vítimas de assalto. “É uma rua bastante afastada, penso que queriam pegar alguém à noite, porque passei logo cedo e a armadilha estava lá, e não vi nenhuma movimentação suspeita.”

O delegado da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Brusque, Alex Bonfim Reis, avaliou as imagens do vídeo a pedido de O Município. De acordo com ele, certamente o fato faz parte de alguma ação criminosa.

Reis recomenda que em situações como esta, a vítima deve evitar parar no local, mesmo com os pneus furados, e só deve parar em áreas movimentadas. “A pessoa tem que se afastar do ponto o máximo possível”, diz. Ele afirma que é importante que a polícia seja comunicada sobre a ação.

O delegado da Delegacia Regional de Brusque, Fernando de Faveri, também avaliou as imagens. Para ele, o caso pode se enquadrar em vandalismo ou ato preparatório para um crime de roubo. “Nesses casos, obrigam a pessoa a parar e logo em seguida cometem o assalto. O roubo com esse modo de agir não é comum em Brusque, mas não pode ser descartado”.

A vítima afirma que deve registrar boletim de ocorrência hoje. “É importante registrar boletim de ocorrência na Polícia Civil, a fim de que os fatos sejam devidamente investigados”, diz Reis.

A Polícia Militar de Brusque divulgou uma nota sobre o caso. Os policiais estiveram no local para averiguar, mas já não encontraram mais os ferros. De acordo com a nota, o caso já está sendo apurado.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio