Nova equipe de vôlei adulto de Brusque inicia busca por vaga na Superliga B em novembro

Atletas começaram preparação para a Taça de Prata nesta terça-feira, 25

Nova equipe de vôlei adulto de Brusque inicia busca por vaga na Superliga B em novembro

Atletas começaram preparação para a Taça de Prata nesta terça-feira, 25

O projeto de resgatar a tradição do voleibol adulto em Brusque enfim saiu do papel. A Associação Brusquense de Esporte e Lazer (Abel) montou um grupo que vai disputar a Taça Prata, divisão de acesso para a Superliga B. Cinco atletas se apresentaram ontem e já treinaram no ginásio da Associação Renaux View.

O quinteto já chega no ‘olho do furacão’. A competição tem início na próxima semana, e é toda sediada em Telêmaco Borba, no Paraná. O grupo que chegou ontem se une à atleta Natalya de Oliveira, que é instrutora do projeto da Abel desde 2014, e mais jogadoras devem ser apresentadas durante a semana.

O primeiro passo

Presidente da Abel e técnico da Seleção Brasileira Infanto-Juvenil, Maurício Thomas confessou que sentia falta de comandar uma equipe dentro de Brusque. Agora, não há do que se queixar. Thomas será o técnico do elenco que disputa vaga na Superliga B. Para ele, o projeto também será um grande espelho para as já tradicionais equipes de base da Abel. “Sentimos a necessidade porque as atletas da Abel estão alcançando reconhecimento a nível nacional, mas não contavam com um time adulto para ter um reflexo e buscar essa evolução. É uma oportunidade de conviver com o adulto e também para sentir o gostinho de jogar e lutar pela cidade onde atuam”, completa.

Já são cinco anos desde que Brusque está de fora de competições adultas em território nacional. Os dias de Arena lotada para acompanhar partidas ficaram na memória mas, se depender do projeto da Abel, os tempos áureos do vôlei podem estar voltando para a cidade. “É uma sementinha que está sendo plantada e pode render bons frutos, e acho que o primeiro passo foi dado”, completa.

O presidente da Abel e também técnico do time adulto falou sobre a importância não apenas do retorno da mais alta categoria, mas também do projeto social que é realizado pela associação. “É um projeto bonito e que não pode acabar. São 18 escolas públicas com mais de mil crianças. Estamos levando o nome de Brusque para fora, e o voleibol é uma ferramenta de desenvolvimento. Gostaríamos que as empresas também viessem conhecer o projeto e ver como a coisa é levada a sério por aqui”.

A competição

Sete equipes buscam quatro vagas na Superliga B dentro da Taça Prata, uma competição tiro curto formada neste ano, em Telêmaco Borba. As equipes foram divididas em duas chaves. Na chave de Barueri estão Barueri (SP), Mackenzie (MG), Bradesco (SP) e Sada (MG). Na chave de Telêmaco Borba estão Telêmaco Borba (PR), Amavolei (PR) e Abel.

A Taça Prata tem início para a Abel no dia 4 de novembro, sexta-feira, quando a equipe enfrenta o Amavolei, e a primeira fase encerra no dia seguinte, com o jogo contra o time da casa. Se terminar entre os dois primeiros, a Abel já garante vaga na Supeliga B e também na semifinal da competição.

ABEL

 

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio