O que seria melhor para o Brusque: jogo mais acessível ou adversário de mais apelo?

O que seria melhor para o Brusque: jogo mais acessível ou adversário de mais apelo?

João Vítor Roberge

O Brusque pode reviver as emoções de 1º de março de 2017, quando enfrentou o Corinthians na Copa do Brasil: em 2020, o quadricolor poderia pegar na primeira fase equipes de topo. Se conseguir manter os resultados e atuações, as chances de se classificar são reais, o que significaria mais dinheiro. Encarar Vasco, Botafogo ou Fluminense poderia diminuir as chances teóricas de classificação, mas a partida seria a reedição daquele dia histórico de 2017. Agora que o Brusque está tão fortalecido, talvez fosse o caso de cair com o adversário mais fácil no papel, faturar e depois enfrentar um gigante nacional.

O marreco em arte de divulgação do Brusque, ao lado dos escudos de Marreco Futsal e Mighty Ducks

Pato, marrecos e Disney

É inegável a evolução do Brusque em diversos aspectos enquanto clube, inclusive no marketing e na comunicação, e é sabido que há a necessidade de investimentos. Mas em 2019 houve fato curioso: em diversas artes utilizadas nas redes sociais e em um boné do clube, foi utilizada a ilustração de um marreco, o Marrecão Furioso. No entanto, a ave em questão, com traços característicos da Disney, é a mesma do escudo do Marreco Futsal, equipe de Francisco Beltrão (PR) que disputa a Liga Nacional de Futsal (LNF). O emblema paranaense foi lançado em 2016, já baseado demais no pato do escudo alternativo dos Mighty Ducks (atual Ducks) of Anaheim, franquia da liga de hóquei canadense e estadunidense (NHL) que pertenceu à Disney de 1993 a 2006.

Resposta

O gerente de Marketing do Brusque, Sandro Ortiz, afirma que não tinha qualquer conhecimento de que os marrecos eram os mesmos, e de que não se baseou no Marreco Futsal, mas sim no time de beisebol estadunidense Madison Mallards. No manual da marca do Brusque, está um mascote com detalhes diferentes daqueles do Marreco Futsal, como os olhos e a boca. De acordo com Ortiz, independente da situação, o manual deverá passar por alterações em 2020. De fato, precisaria, afinal o escudo do Brusque passou a conter a estrela do título da Série D do Campeonato Brasileiro.

Foto: Rafael Voitina/Arquivo O Município

Flávio Guilherme marca o primeiro gol da vitória do Brusque sobre o Joinville por 3 a 0 em 29 de janeiro de 2009. O quadricolor alcançava, após aquela vitória, o G4 do Campeonato Catarinense. Quer compartilhar uma memória do esporte? Envie um e-mail com descrição da imagem e assunto “Memória do Esporte” para joao@omunicipio.com.br.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio
Artigo anterior
Próximo artigo