Obra da UPA 24 horas está 90% finalizada

Inicialmente prevista para março, entrega do edifício depende de acabamentos e compra de mobiliário

Obra da UPA 24 horas está 90% finalizada

Inicialmente prevista para março, entrega do edifício depende de acabamentos e compra de mobiliário

A Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Brusque, prevista para o fim de março, ainda não foi acabada. Segundo informações do Departamento Geral de Infraestrutura (DGI), aproximadamente 90% da obra está concluída e faltam acabamentos para então entregar o prédio à Secretaria de Saúde.

O engenheiro civil Jesse Santos, do setor de Fiscalização do DGI, afirma que falta a colocação do piso e a pintura interna. Além disso, portas e esquadrias também estão sendo postas. Falta, ainda, instalar a rede água – torneiras, por exemplo – e solicitar a instalação de um transformador na região para que o prédio tenha toda a eletricidade necessária para o seu funcionamento.

“A parte civil está completa. A alvenaria não tem mais levantamento nenhum, e a gente já instalou as fossas também”, explica o engenheiro. As redes de esgoto e de gás também já foram finalizadas, de acordo com Santos.

A previsão do departamento era de que a obra da UPA 24 horas fosse terminada nas próximas semanas, no entanto, com a mudança na gestão da pasta, que agora é chefiada por Aurélio Tormena, isto pode ser revisto, segundo o engenheiro.

Inicialmente, a obra da UPA 24 horas estava prevista para ser terminada no mês passado, como informou ao Município Dia a Dia o então diretor do DGI, Artur Pereira. A obra chegou a ficar parada por alguns meses em 2014 e só voltou a andar no segundo semestre.

Continuidade é a tônica

A secretária de Saúde, Ivonir Zanatta Webster, a Crespa, que recém-assumiu a pasta, afirma que dará continuidade à obra, que havia sido concebida pela antiga gestão, com recursos do governo federal. “É um compromisso assumido já”, explica.

Luís Fernando Sanni, diretor geral da Secretaria de Saúde, afirma que as obras do prédio estão quase no fim, mas ainda faltam alguns processos burocráticos até a inauguração. Segundo ele, após a entrega da obra, que ainda não ocorreu, a secretaria terá de lançar editais para a compra da climatização (ar-condicionado), equipamentos médicos e a mobília. “Ainda vai levar um tempo até a UPA abrir. Por enquanto, não tem data para a inauguração”, diz o diretor geral.

UPA desafogará hospitais

A construção está orçada em cerca de R$ 1,2 milhão. O espaço, em frente ao Centro Universitário de Brusque (Unifebe), no bairro Santa Terezinha, contará com Raio X, eletrocardiografia, pediatria, laboratório de exames e leitos de observação. Nestes locais não são realizadas consultas médicas, apenas atendimentos de emergência e urgência. Este diferenciação das Unidades Básicas de Saúde convencionais ainda terá de ser trabalhada com divulgação antes do início das atividades, segundo Sanni.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio