Obra de enrocamento deve ser finalizada antes do prazo

Previsão do secretário de Obras é acabar o trabalho nas próximas semanas

Obra de enrocamento deve ser finalizada antes do prazo

Previsão do secretário de Obras é acabar o trabalho nas próximas semanas

A obra de enrocamento às margens do rio Itajaí-Mirim, no bairro Guarani, deverá ser finalizada antes do tempo previsto – que era junho. Segundo o secretário de Obras, Jaison Knoblauch, o trabalho está evoluindo no ritmo esperado e há possibilidade de ainda neste mês a intervenção ser finalizada.

“Está dentro do normal. Agora vamos executar os últimos 100m de enrocamento, conforme o projeto, e nesta semana ou semana que vem vamos fazer o acabamento da superfície”, explica o secretário de Obras. Apesar de estar otimista quanto ao fim da obra, Knoblauch faz a ressalva de que este cronograma só deverá ser mantido caso o clima colabore nos próximos dias.

A obra de enrocamento do Guarani começou em agosto de 2014 e, desde então, enfrentou dificuldades. Para começar, a forma que a obra havia sido planejada pela Secretaria de Obras, com pedras, não agradou parte da comunidade que mora no Jardim Maluche, Guarani, Rio Branco e Souza Cruz – bairros mais afetados.

Em audiência pública realizada na Câmara de Brusque, alguns representantes comunitários pediram que fosse usada outra técnica em vez de pedras, temendo que as rochas pudessem ceder. Apesar dos apelos, o então de secretário de Obras, Gilmar Vilamoski, manteve o projeto inicial, porque era mais barato e estava dentro das possibilidades da prefeitura.

O prazo informado por Vilamoski à época ao Município Dia a Dia para a conclusão da obra era de seis meses. Contudo, dificuldades no acesso dos veículos ao ponto do enrocamento atrasou o andamento dos trabalho. Com isso, a previsão de conclusão foi adiada para junho. Agora, segundo o novo secretário de Obras, nas próximas semanas deve ser terminada.

Como recém-assumiu a pasta, Knoblauch afirma que a questão orçamentária das obras está sendo revista, mas a preocupação é com a continuidade dos trabalhos. De acordo com ele, no momento os custos do enrocamento estão sendo analisados. Enquanto isso, a mesma equipe técnica e o mesmo maquinário estão prosseguindo com a obra. “São as mesmas pessoas e as máquinas que estão fazendo o seu trabalho”, diz.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio