Obra do PAC provoca alterações no trânsito do Centro a partir da próxima semana

Entenda como vai funcionar o fluxo de veículos na região do Colégio São Luiz

Obra do PAC provoca alterações no trânsito do Centro a partir da próxima semana

Entenda como vai funcionar o fluxo de veículos na região do Colégio São Luiz

A obra do PAC Macrodrenagem do Centro terá continuidade a partir da segunda-feira, 9. Haverá uma série de mudanças no trânsito da região central. Os trabalhos estão interrompidos nesta semana por causa de um acordo entre a prefeitura e a Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) visando às compras de Dia das Mães.

De acordo com o engenheiro Rafael Lopes de Lima, diretor geral do PAC, durante esta semana estão sendo feitos acabamentos, como os meios-fios, no trecho que já passou por obras. A partir de agora, o serviço avança e, segundo ele, a expectativa é de que seja mais rápido porque as intervenções são mais simples.

São 160 metros de obras no trecho que compreende o fim da rua Rui Barbosa, na altura do rua Adriano Schaeffer, até a avenida das Comunidades. Isto significa que já no dia 9 o acesso à rua Padre Gatone será fechado. Como se trata de uma via importante para os pais que vão levar os seus filhos para o Colégio São Luiz, a Secretaria de Trânsito e Mobilidade preparou um plano alternativo para mobilidade na região.

O secretário de Trânsito e Mobilidade, Bruno Knihs, diz que agentes da Guarda de Trânsito de Brusque (GTB) orientarão os motoristas. A rua do Convento, onde fica a Delegacia de Polícia, passará a ser mão dupla. Além disso, a rua Padre Gatone também passar a ter dois sentidos. Com isso, as pessoas poderão acessá-la pela rua Padre Leon Dehon, em frente à Faculdade São Luiz, e a rua do Convento.

“Estamos transformando as duas ruas em sentido duplo para facilitar acesso e saída”. Knihs diz que o estacionamento do lado esquerdo (atual) também será proibido. Ele afirma que o motorista poderá parar para desembarque, mas sem estacionar.

Obra acelerada

A cúpula da prefeitura avalia positivamente o andamento da obra. Uma das preocupação era com o comércio, que foi muito afetado pela movimentação das máquinas. Mas o tempo colaborou e as máquinas avançaram rapidamente, até mesmo além do esperado.

O secretário Bruno Knihs, que cuida do trânsito – uma das áreas que geralmente é muito criticada, é um dos que comemoram o resultado até o momento. Ele afirma que a fiscalização em cima do serviço é rigorosa para que não haja atrasos, e foi isto que propiciou o fim dos trabalhos dentro do previsto.

No trecho que vai da rua Adriano Schaeffer até a avenida das Comunidades serão 160 metros. Se o clima colaborar, a previsão é de que levem um mês para ficar prontas, conforme Lima. Além das galerias, estão previstas para essa etapa a confecção de duas caixas de inspeção e limpeza, ligações de microdrenagem, confecção de novas bocas de lobo, além da interligação da macrodrenagem com a rede de drenagem existente nas proximidades da antiga sede dos Correiros.

Samae faz trabalho paralelo

Ao mesmo tempo em que a Secretaria de Obras toca o PAC Macrodrenagem, o Samae faz a troca da rede d’água. O diretor técnico Fausto Diegoli explica que as redes das ruas Conselheiro Rui Barbosa e Alberto Torres serão interligadas. “Eram redes antigas, de cimento amianto, material frágil que quebrava com frequência, e substituímos por PVC”, afirma. À medida em que o PAC avança, a autarquia troca as tubulações.

mapas

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio