Padrasto mata menina de 10 meses por causa de choro insistente, em Braço do Norte

Depois que percebeu que ela havia parado de respirar, tentou reanimá-la sem sucesso

Padrasto mata menina de 10 meses por causa de choro insistente, em Braço do Norte

Depois que percebeu que ela havia parado de respirar, tentou reanimá-la sem sucesso

Na manhã deste sábado, 25, um bebê de apenas 10 meses morreu asfixiado em Braço do Norte, no Sul de Santa Catarina.

Conforme a Divisão de Investigações Criminais (DIC) de Tubarão, o namorado da mãe da criança confessou que o crime.

Leia também: Acidente na SC-410 deixa um morto e três feridos graves

O rapaz de 21 anos disse à Polícia Civil que asfixiou o bebê porque ficou irritado com o choro insistente por noites seguidas.

Depois que percebeu que ela havia parado de respirar, tentou reanimá-la sem sucesso.

Como não conseguiu, inicialmente ele contou no hospital que ela havia se engasgado com comida, mas não conseguiu sustentar a versão.

Ele foi preso na manhã deste domingo, 26, e encaminhado ao Presídio Regional de Tubarão.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio