Passeata de alunos mobiliza Brusque para o combate ao mosquito Aedes aegypti

Mais de 150 estudantes participaram do movimento na tarde desta quarta-feira, 16

Passeata de alunos mobiliza Brusque para o combate ao mosquito Aedes aegypti

Mais de 150 estudantes participaram do movimento na tarde desta quarta-feira, 16

  • Por Daiane Benso
  • 17:49
  • Atualizado às 11:04
  • +A-A

Mobilizar a comunidade para o combate do mosquito Aedes aegypti foi o principal objetivo da passeata realizada por mais de 150 alunos das escolas de educação básica Dom João Becker, do Jardim Maluche e Padre Lux, do Azambuja, na tarde desta quarta-feira, 16. O movimento iniciou nas sedes das instituições e terminou no pátio do supermercado Archer, na avenida Getúlio Vargas, no Centro.

Por meio do Programa Saúde na Escola (PSE), do Ministério da Saúde, foi elaborado o projeto por profissionais da Unidade Básica de Saúde (UBS) do Maluche, que engloba duas estratégias: Primeiro de Maio/Azambuja e Souza Cruz/Maluche. A enfermeira Val Heerdt explica que buscou-se articular um movimento que marcasse as crianças e também instigasse a população.

Ela conta que o projeto começou a ser articulado nestas duas escolas há 20 dias e que o cenário atual é propício para lutar contra o aedes aegypti. “É o momento em que o tema está em evidência e pequenas atitudes podem fazer a diferença, como evitar água parada e separar corretamente o lixo”.

A enfermeira Cláudia Carraro avalia que a mobilização foi grande e conseguiu despertar na comunidade um novo olhar sobre o tema. “A parceria das escolas é importante, pois há o engajamento dos alunos, que trazem para a rua o seu conhecimento e mostram que a comunidade também precisa se conscientizar”.

A coordenadora pedagógica da Dom João Becker, Silvia Aparecida de Paula, conta que vieram duas turmas do 4º e 5º ano da escola e que houve um envolvimento grande na elaboração dos cartazes para a passeata. Ela afirma que eles trazem para a rua o conhecimento adquirido por meio das atividades e que tornam os cidadãos participantes deste momento. “É uma maneira de expandir esse conhecimento”.

Da Padre Lux foram às ruas 120 estudantes do 5º ao 9º ano. O diretor Renato Reinert dos Santos, diz que a passeata conscientiza sobre o problema da dengue, que afeta todos, indistintamente. Ele conta que os alunos participaram das atividades com muita empolgação e estão fazendo a sua parte para mobilizar a sociedade. “Se eu não faço a minha parte, você pode ser prejudicado. Essa é uma causa de todos nós, e as crianças dando o exemplo faz com que a comunidade também busque ter atitudes mais conscientes”.

Isabella Betinelli Ziegler, 11 anos, do 6º ano da Padre Lux, diz que os cartazes explicam a o que é a dengue, seus sintomas e como prevení-la. “O trabalho foi muito bom para mostrar que temos que ter cuidados. As pessoas acham que não vai acontecer nada, mas pode ocorrer uma doença sim”.

Késia Talita Gonçalves, 12, do 7º ano, também da Padre Lux, afirm aque gostou bastante de participar da passeata. Para ela, é uma forma de conscientizar o máximo de pessoas possíveis sobre a dengue. “São pequenas atitudes, como não deixar água parada. É uma forma de tentar mudar e de colocar em prática o que aprendemos na escola”.

Programa
O combate ao mosquito Aedes Aegypti é o tema da Semana Saúde na Escola, realizada pela Secretaria de Saúde, por meio das UBS, em 17 escolas de Brusque. As atividades estão sendo desenvolvidas ao longo do mês, de acordo com a programação de cada bairro.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio