Plano de Turismo quer projetar Guabiruba nacionalmente em oito anos

Ideia é tornar o município a “terra do Pelznickel”, com apelo em todo o país

Plano de Turismo quer projetar Guabiruba nacionalmente em oito anos

Ideia é tornar o município a “terra do Pelznickel”, com apelo em todo o país

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Sebrae-SC) entregou o Plano de Turismo à Prefeitura de Guabiruba nesta quarta-feira, 28. No documento, uma meta ousada é traçada: tornar a cidade conhecida nacionalmente como a terra do Pelznickel.

Para alcançar o objetivo, o plano traça uma série de ações. Elas foram elencadas em três macrogrupos: curto, médio e longo prazos. As iniciativas mais demoradas devem ser executadas até 2025.

Se o Plano de Turismo for seguido à risca, Guabiruba deverá tornar-se conhecida no Brasil. “No prazo de oito anos, com essas ações, é possível tornar Guabiruba nacionalmente como a terra do Pelznickel”. O consultor Carlos Capellini ressaltou que é importante dar continuidade às ações e transformar o município “vendável”.

O princípio é fazer com que as operadoras de turismo se interessem por Guabiruba. Roteiros, atrações e infraestrutura foram mapeados para que fique mais fácil na hora de ofertar um pacote para a cidade do Pelznickel.

De acordo com Capellini, o Sebrae-SC encontrou 18 atrativos turísticos. Nesta conta, todas as trilhas do município são consideradas uma só atração.

Dentre os atrativos estão casas enxaimel, restaurantes, cachoeiras, trilhas e outras coisas. Segundo Capellini, mapeando é possível criar uma identidade e um diferencial em relação a outras regiões.

Os atrativos foram elencados, mas um se destacou por ser o mais peculiar e único: Pelznickel. Capellini destacou que nenhuma outra cidade do país tem o papai noel do mato como atração.

Regionalização
O prefeito Matias Kohler afirmou que o desenvolvimento do turismo é uma forma de estimular a economia municipal. Para ele, o Plano de Turismo é a chave para a diversificação da atividade econômica, o que se refletirá numa melhoria geral.

“O plano é um grande guia que vamos seguir nos próximos anos. Não é o município que vai executar, se a cidade assim entender, não terá sucesso. A prefeitura e o Sebrae-SC oportunizam, e esse documento está à disposição de todos. Basta que as pessoas vejam essa oportunidade e façam o seu empreendimento em cima deste projeto, aí teremos essa cidade que sonhamos”, afirmou o prefeito.

O caminho para que a cidade seja viável turisticamente é a integração já que Guabiruba tem a característica de ser um final de linha, pois o único acesso asfáltico é por Brusque.

O turista, hoje em dia, dificilmente sai de casa para visitar um só lugar. Ele quer mais opções, e nessa perspectiva que Guabiruba quer se regionalizar.

O consultor explicou que Guabiruba sozinha tem 18 atrativos turísticos. Mas regionalmente são 35, praticamente o dobro.

O prefeito disse que já trabalha para a regionalização, com ações em parceria com outras cidades. Um exemplo é o roteiro de cicloturismo que deverá percorrer o município interligando-o a Brusque e Gaspar.

Cidade Empreendedora
O lançamento do Plano de Turismo é apenas um aspecto do Cidade Empreendedora. O programa prevê 34 intervenções no município no desenvolvimento econômico, turismo e demais áreas.

“Abrange desde consultoria aos agentes de desenvolvimento, oportunidades de investimento, município em números, sala do empreendedor. Está tudo contemplado”, explicou o coordenador regional do Sebrae-SC, Alcides Sgrott Filho.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio