Conteúdo exclusivo para assinantes

Brusque é a oitava cidade de Santa Catarina que mais cresce em número de franquias

Estudo da Associação Brasileira de Franchising mostra alto potencial econômico no interior catarinense

Brusque é a oitava cidade de Santa Catarina que mais cresce em número de franquias

Estudo da Associação Brasileira de Franchising mostra alto potencial econômico no interior catarinense

O potencial econômico de Brusque tem atraído redes de franquias para o município nos últimos anos. Um estudo da Associação Brasileira de Franchising (ABF) mostra que é tendência o crescimento de redes de franquias em cidades do interior de Santa Catarina.

Entre 2016 e o primeiro semestre de 2017, Brusque foi o oitavo município do estado que mais cresceu neste negócio. Somente no terceiro trimestre do ano passado, o setor de franquias registrou aumento de 21% em números de redes e um faturamento de R$ 1,52 bilhão em Santa Catarina, alta de 6,3% frente ao mesmo período de 2016.

A Cacau Show, por exemplo, abriu franquia em Brusque há dez anos. O proprietário Thiago Rodrigues Dias lembra que quando abriram o negócio na cidade, existiam 400 lojas pelo Brasil.

Ele explica que a empresa exigia uma população de 100 mil habitantes para implantar nova loja, então sua equipe começou a pesquisar municípios com potencial. “Acertamos na escolha por Brusque, fomos muito bem recebidos”, diz.

Dias afirma que demorou cerca de quatro meses para abrir a franquia, entre aprovação de perfil, escolha do ponto e implantação da loja. Os custos são relativamente altos, mas em contrapartida recebem todo o know how da marca, explica.

“A marca foi bem aceita pela população e neste período conseguimos crescer. Hoje já temos cinco operações na região, duas em Brusque, duas em Blumenau e uma em São João Batista”, diz.

Investimento recente
Já a rede de lanchonetes Burger King abriu uma franquia em dezembro de 2017, no entanto, desde 2015 os proprietários tinham interesse na região. O gerente de Operações da empresa, Anderson Pinheiro, afirma que após realizar pesquisas na cidade e ter “insistentes pedidos” nas redes sociais, decidiram investir em Brusque.

Quanto ao procedimento para implantação da franquia, ele afirma que as informações são confidenciais. Já os custos ficam por conta do empreendedor: englobam construção, implantação, contratação de pessoal, marketing e licenças.

Ele avalia que há uma alta taxa de crescimento em Brusque, e por isso aposta que nos próximos anos terão “facilmente o retorno do investimento”.

Cidades de Santa Catarina que mais cresceram em unidades franquias entre 2016 e o primeiro semestre de 2017:

Mafra: 31%
Concórdia: 23%
Itapema: 18%
São Miguel do Oeste: 17%
Chapecó:17%
Balneário Camboriú: 17%
Indaial: 15%
Brusque: 14%
Criciúma: 12%
Araranguá: 11%

Fonte: ABF

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio