Prefeitura de Brusque estuda retirar parque de diversões da Fenarreco 2018

Durante reunião, Polícia Militar demonstrou preocupação em relação ao consumo de drogas, álcool e brigas no local

Prefeitura de Brusque estuda retirar parque de diversões da Fenarreco 2018

Durante reunião, Polícia Militar demonstrou preocupação em relação ao consumo de drogas, álcool e brigas no local

O parque de diversão poderá ficar de fora da 33ª edição da Festa Nacional do Marreco, a Fenarreco, em 2018. A decisão deverá ser ainda estudada pela prefeitura e comissão organizadora. Porém, neste ano, o local foi apontado como um ponto negativo para a segurança pública, pelo comando da Polícia Militar.

Durante uma reunião na prefeitura, na tarde desta quinta-feira, 19, o comandante do 18º Batalhão da PM, tenente-coronel Moacir Gomes Ribeiro, fez um balanço do evento em relação à segurança pública.

Além de repassar números de ocorrências atendidas, ele repassou ao prefeito alguns problemas a serem resolvidos, não apenas para a Fenarreco, mas para todos os eventos no pavilhão Maria Celina Vidotto Imhof e Arena Brusque.

Para o comandante, a mudança na localização do parque de diversões prejudicou a segurança. Ao fim da festa, houve aglomeração de pessoas usando drogas e bebidas alcoólicas, além de registro de brigas. “Para a segurança pública não trouxe resultados positivos tirar o parque de dentro da estrutura do pavilhão. Quando era dentro, ficava mais fácil controlar. Além de que tirou um bom espaço de estacionamento”, comenta.

Por nota, a prefeitura informou que, junto com a comissão organizadora do evento, já é consenso que hoje, a área de dentro do pavilhão já não comporta mais o parque. Foram observados a forma de circulação das pessoas, principalmente após o horário de funcionamento.

Quando os brinquedos já não estavam em operação, o local passou a ser frequentado por usuários de drogas e álcool. “A recomendação da PM de se reavaliar o parque, vai ao encontro daquilo que já se estuda, podendo inclusive suspender as atividades do parque de diversão para 2018”.

Albergue na Arena
Outra observação feita pelo comandante foi da necessidade de mudar o local dos moradores de rua que ficam no albergue, na Arena Brusque, pois atrapalha a operação de segurança. Inclusive, tiveram ocorrências envolvendo-os. “É uma situação que precisa ser estudada melhor pela prefeitura”, analisa.

A prefeitura explica que a situação do albergue é um problema antigo na cidade. “Temos ciência que ao transferir o local do albergue, um novo problema irá surgir, pois de certa forma ninguém quer esse tipo de equipamento público próximo a sua residência. Todavia, a recomendação da Polícia Militar é pertinente e pontual”.

Uma nova área já foi identificada pela prefeitura para receber os moradores de rua, que terá um menor impacto da circulação dos albergados, que pode entrar em operação no próximo ano. O novo local, segundo apurado pelo O Munícipio, seria um prédio que já foi utilizado pelo Governo do Estado.

Reforço policial
Durante os 11 dias de festa, a Polícia Militar recebeu um reforço de 20 policiais, incluindo a cavalaria. Com isso, foi possível atuar todos os dias com cerca de 25 PMs. “A Fenarreco é uma festa extremamente familiar, o que já ficou reconhecido. E isso tem demonstrado nossa preocupação em garantir a tranquilidade do evento”, comenta.

Neste ano, a Polícia Militar registrou apenas oito ocorrências. Destas, uma foi de furto de veículo e outra uma tentativa de furto de veículo. As demais, foram no geral, posse de drogas e brigas. “Conseguimos reduzir as ocorrências neste ano, mas sabemos que sempre teremos uma ou outra, até porque a festa é voltada para a cultura do chope”, diz Gomes.

Ele acrescenta que as barreiras de policiamento também funcionaram bem e o resultado foi não haver nenhum registro de acidente de trânsito nas imediações da festa. “Tivemos essa preocupação em observar as pessoas que mais ingeriram bebida alcoólica e, os próprios festeiros também estavam mais preocupados com a própria segurança”.

Para o comandante, a 32ª Fenarreco foi mais uma missão cumprida da Polícia Militar. “A cooperação por parte da Secretaria de Turismo e prefeitura foi muito importante, nos atenderam muito bem antes, durante e depois da festa”, diz. Alguns policiais que vieram reforçar o policiamento já se voluntariaram para, no próximo ano, atuar novamente no evento, segundo Gomes.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio