Conteúdo exclusivo para assinantes

Prefeitura de Brusque recebe sugestão para alocar ambulantes na praça da Cidadania

Proposta está sendo analisada pelo Ibplan e pela Procuradoria do município

Prefeitura de Brusque recebe sugestão para alocar ambulantes na praça da Cidadania

Proposta está sendo analisada pelo Ibplan e pela Procuradoria do município

A Prefeitura de Brusque está analisando sugestão para que os vendedores ambulantes de alimentos, que hoje trabalham nas ruas centrais, sejam todos transferidos para a praça da Cidadania, próxima ao terminal urbano, também no Centro.

William Molina, secretário de Governo e Gestão Estratégica, explica que, durante as discussões para regulamentar a legislação que trata do comércio ambulante, diversas solicitações foram recebidas da população e de entidades como Acibr, CDL e Sindilojas.

Entre elas, a de implantar um espaço para food trucks, solicitação que veio de membros da comunidade. A sugestão é de que se crie no local um espaço específico para colocação de ambulantes e food trucks, estrutura semelhante ao Tamandaré Food Park, na vizinha Blumenau.

Modelo é semelhante ao do Tamandaré Food Park, de Blumenau | Foto: Reprodução

Atualmente, o Instituto Brusquense de Planejamento (Ibplan) está analisando esta sugestão, assim como as outras que foram feitas em relação à regulamentação do comércio ambulante.

O órgão, com o apoio da Procuradoria Geral do município, irá apresentar em breve um parecer no qual se manifesta tecnicamente sobre essa proposta e as demais que compõem as discussões sobre a forma de trabalho dos ambulantes.

O documento, assim que pronto, será apresentado para apreciação das partes interessadas, e as discussões em torno dele é que vão nortear a edição do decreto para regulamentação da lei do comércio ambulante, aprovada no fim de 2017 pela Câmara.

A ideia dos comerciantes serem alojados em um único local, como a praça da Cidadania, tampouco os agrada, já que os ambulantes, conforme Molina, têm preferência por permanecer nos mesmos locais onde trabalham atualmente.

As entidades empresariais, segundo o secretário, tem reiterado sua manifestação contrária à ocupação de espaços públicos para fins comerciais.

A Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque (CDL) realiza hoje uma conferência de imprensa na qual informou que irá tratar sobre o assunto. O encontro, marcado para o começo da tarde, também reunirá representantes da Associação Empresarial de Brusque (Acibr) e do Sindicato do Comércio Varejista de Brusque (Sindilojas).

A discussão sobre o comércio ambulante já é antiga em Brusque, mas o governo só começou efetivamente a tomar alguma atitude no ano passado, quando, pressionado pelas entidades empresariais, decidiu enviar um projeto à Câmara para regular o tema.

O projeto foi discutido durante todo o ano e, no fim de 2017, o governo cobrou o Legislativo por suposta demora na análise do texto, o que foi negado por vereadores, os quais informaram que o projeto necessitava de muitos ajustes.

No fim, o texto aprovado foi o original enviado pela prefeitura, sem sequer uma emenda.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio