Prefeitura reduzirá velocidade do andamento da obra da Beira Rio para priorizar manutenção de ruas

Os trabalhos na via iniciaram já no primeiro dia de governo, em 2 de janeiro

Prefeitura reduzirá velocidade do andamento da obra da Beira Rio para priorizar manutenção de ruas

Os trabalhos na via iniciaram já no primeiro dia de governo, em 2 de janeiro

As obras de abertura da margem esquerda da avenida Beira Rio devem parar temporariamente em alguns trechos, assim como reduzir o ritmo em outros. A informação foi divulgada nesta terça-feira, 14, por vereadores, e confirmada pelo prefeito Jonas Paegle.

Por meio da assessoria de comunicação, o prefeito informou que a obra na margem esquerda está temporariamente pausada em alguns trechos, sobretudo em direção ao Centro, nas imediações dos terrenos ou residências nas quais precisam ser feitos acordos com os proprietários.

Na margem esquerda em sentido a Itajaí, entretanto, a Prefeitura de Brusque informa que os trabalhos irão continuar em ritmo “bem mais lento”. A justificativa é que o governo municipal, neste momento, irá priorizar as vias que estão em pior estado, com operação tapa-buracos e limpeza.

A paralisação da abertura da margem esquerda foi assunto na Câmara de Vereadores, nesta terça-feira, 14. Os vereadores Paulo Sestrem (PRP), Marcos Deichmann (PEN) e Sebastião Lima (PSDB) participaram de uma reunião com o Executivo, na qual solicitaram o encerramento das atividades no local.

Segundo Sestrem, o pedido levou em consideração os moradores que procuraram a Câmara para manifestar preocupação quanto à possibilidade da obra chegar até suas casas, e também o fato de que a prefeitura tem muito a fazer em infraestrutura básica, e poucos recursos.

Por isso, ele diz, o prefeito e o vice-prefeito foram procurados com a solicitação de que se pare a obra, por não ser prioridade no momento.

“Para nossa surpresa positiva, eles falaram que também já estavam pensando em segurar a obra, prometeram que iam parar desde ontem [terça-feira]”, afirma Sestrem.

Ele foi informado, ainda, que o vice-prefeito Ari Vequi já tem reuniões agendadas com representantes do governo do estado para tentar captar recursos para a margem esquerda.

Atualmente, há promessa de financiamento do Badesc, no valor de R$ 4 milhões, apenas para a margem direita, em um trecho de quase quatro quilômetros.

Os trabalhos na via iniciaram já no primeiro dia de governo, em 2 de janeiro, quando a prefeitura contratou máquinas terceirizadas para iniciarem os trabalhos de limpeza e abertura da margem do Itajaí-Mirim.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio