Conteúdo exclusivo para assinantes
Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Procuradoria Geral do Estado cria o Núcleo de Cobrança de Grandes Devedores

Raul Sartori

Jornalista graduado em Ciências Sociais, atua na imprensa catarinense há cerca de 40 anos - raulsartori@omunicipio.com.br

Procuradoria Geral do Estado cria o Núcleo de Cobrança de Grandes Devedores

Peneira

Raul Sartori

Grandes devedores
Através de portaria, a Procuradoria Geral do Estado acaba de criar o Núcleo de Cobrança de Grandes Devedores. Atuará na cobrança judicial e extrajudicial da dívida ativa dos devedores cujo montante de débitos estiver na faixa considerada de elevada monta (de R$ 1 milhão para cima). O trabalho iniciará por sujeitos passivos cuja soma dos débitos, inscritos ou não em dívida ativa, seja pelo menos de valor igual ou superior a R$ 4 milhões. A conferir o resultado. Este espaço conhece pessoas (que não são suas amigas) que posam como milionários e se gabam de não pagar tributos.

Peneira
A propósito, o deputado federal Celso Maldaner (PMDB-SC), protocolou esta semana na Câmara dos Deputados um projeto de lei que torna inelegível, para qualquer cargo, quem tenha débito inscrito em dívida ativa da União, de Estado, Distrito Federal ou de Município. Justifica: “A indivíduo que tem débito inscrito na dívida ativa lhe falta a moralidade e a conduta ilibada indispensáveis a quem se propõe a ocupar as mais altas funções políticas do Estado”.

Torcida
Oxalá e tomara que dê certo um plano, do MP-SC, de combate à corrupção com foco na valorização da ética e da cidadania, que será lançado hoje com a presença do ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal. As pessoas de bem estão no limite da tolerância com corruptos.

Caindo fora
Conhecido político catarinense confessou numa roda de bar que sua família está sob ameaça de se desfazer se ele continuar na política. A mulher, filhos e netos reclamam que na escola, balada e salão de beleza, quando são instados a pronunciar seu sobrenome e ascendência, todos se calam. Um silêncio que, com tais personagens, dispensa palavras.

Discurso
Os vários pré-candidatos à sucessão de Raimundo Colombo bem que tentam enrolar, mas não há saída. Em todo lugar que vão o eleitor está mais que atento, inquirindo todos eles, desde já, a dizer quais são suas principais propostas.

Idolatria esquerdista
Está suspenso, por enquanto, por pedido de vista, processo que dá o nome do falecido reitor Luiz Carlos Cancelier ao Centro de Eventos da UFSC. Mas há quem aposte que se fossem sugeridos outros nomes, como Che Guevara, Luiz Carlos Prestes, Carlos Lamarca, Karl Marx e Hugo Chavez, entre outros, passariam imediatamente e com louvor pelo Conselho Universitário, que se parece com partido político.

Os contra
Registrou-se, ontem, aqui, a aprovação de referendo para decidir sobre a privatização da Eletrobrás e suas subsidiárias e controladas, todas mamatas de políticos. Pois esses ordinários e aproveitadores estão tão bem organizados no Congresso Nacional que já tem três frentes parlamentares suprapartidárias empunhando a bandeira. Querem que a teta continue garantida.

Salvação
Convencido de que a iniciativa vai salvar as dezenas de corporações de bombeiros voluntários e comunitários de SC, garantindo sua existência, principalmente em municípios pequenos não assistidos pelas corporações militares, o deputado federal Marco Tebaldi (PSDB-SC) apresentou a Proposta de Emenda à Constituição 387/ 2017, que prevê a criação de corpos de bombeiros municipais através de convênios com bombeiros voluntários. De imediato, o congressista percebeu que a iniciativa tem simpatia geral.

Itália
Segue a pressão catarinense para que o governo italiano crie um consulado em SC. A Assembleia Legislativa aprovou esta semana indicação do deputado Neori Saretta (PT), dirigida ao ministro das Relações Exteriores, Aloísio Nunes Teixeira, para que se engaje e apoie a aspiração.

Outro lado
Sim, não haveria necessidade de privatizar empresas estatais, como a Eletrosul, se suas administrações fossem profissionalizadas, sem influencia e gestão política. Na Alemanha, o Estado da Baixa Saxônia detém 11% do capital da Volkswagen. Uma aplicação que rende fortunas e investimentos para a população.

Conhecimento de causa
Só quem nasceu no campo e foi vítima de muitos criminosos, sabe avaliar a importância da aprovação, pelo Senado, para que moradores de áreas rurais com mais de 21 anos tenham armas de fogo.

DETALHES
Tudo bem, a campanha é nobre e necessária, mas perguntar não ofende: é papel da Assembleia Legislativa gastar dinheiro em campanha, como a atual, sobre os direitos conferidos a pessoas com câncer? Não é desvio de finalidade?

É muito comum se ver na TV Senado senadores da oposição batendo forte nos adversários e no governo, que se calam, covardemente. Não foi a atitude do senador Paulo Bauer (PSDB-SC) que foi à tribuna, anteontem, rebater conteúdo do pronunciamento do senador Lindbergh Farias (PT-RJ), que fez diversas críticas aos tucanos.

Conteúdo exclusivo para assinantes

Quero assinar com preço especial
[Acesse aqui]

Sou assinante

Sou assinante do impresso,
mas não tenho login
[Solicite sem custo adicional]

Tire suas dúvidas, em horário
comercial, pelo (47) 3351-1980

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio