Pronegócio encerra 2017 com 5 milhões de peças vendidas

Última rodada do ano contou com cerca de 300 compradores de todo o Brasil

Pronegócio encerra 2017 com 5 milhões de peças vendidas

Última rodada do ano contou com cerca de 300 compradores de todo o Brasil

Brusque já é o destino do mercado de confecções no Brasil, e o evento mais prestigiado do segmento é a Pronegócio, que teve sua rodada final de 2017 na última semana. Sempre revelando as tendências das futuras estações, a 43ª edição apresentou aos compradores a coleção Outono/Inverno 2018.

Segundo o presidente da entidade organizadora, a Associação de Micro e Pequenas Empresas de Brusque (AmpeBr), Ademir José Jorge, com a última rodada da Pronegócio o ano termina com 5 milhões de peças vendidas nas quatro edições, que contou ainda com as coleções Inverno, em janeiro, Verão, em maio, e Alto Verão, em agosto.

Somente na edição da última semana, foram cerca de 300 compradores de todo o Brasil visitando os quatro dias, em que as peças das 110 diferentes marcas de Santa Catarina estiveram à disposição. “Nós fazemos uma avaliação positiva e consideramos que alcançamos os nossos objetivos neste ano”, afirma o presidente da AmpeBr.

Vendas em alta
A 43ª edição da Pronegócio encerrou em alta na sexta-feira, atingindo suas metas apesar de fatores que poderiam ter inibido a presença dos compradores e a comercialização das peças. Para o presidente da AmpeBr, isso foi o resultado do prestígio que o evento conquistou.

“Este inverno não foi muito rigoroso, portanto os lojistas e empresários ainda contam com muitas peças que sobraram em seus estoques. Mesmo assim eles vêm, porque querem oferecer algo de novo a seus clientes”.

Para preparar os comerciantes no sentido de sempre disponibilizar as tendências da moda nas próximas estações, Jorge explica que os associados da AmpeBr recebem workshops, palestras e apresentações, atualizando as referências das confecções.

“A AmpeBr, durante o ano, tem um calendário extenso de capacitação para o seu associado, para ele ter o melhor produto à disposição dos compradores”.

Antes do fim do ano, os associados terão ainda mais três eventos de capacitação, entre eles a presença de Rodrigo Zen, que passou um período na Europa pesquisando o inverno do continente para atualizar os interessados.

Fazendo negócio

Vendedores de 110 marcas apresentaram e comercializara seus produtos na última rodada. Foto: Cristóvão Vieira

Compradora da empresa BLM, de Mato Grosso, Maria Leocadia Antunes aproveitou até o último dia da rodada, na sexta-feira, 10. Embora venha de uma região quente, ela explica que os clientes mato-grossenses também esperam se vestir bem no inverno.

“A nossa característica é de muito calor, mas independente disso a gente pincela alguma coisa na coleção de inverno. Não investimos pesado, mas a moda é democrática”, explica.

A BLM já visita Brusque há um ano, frequentando a Pronegócio em todas as rodadas. Maria explica que tudo começou após uma iniciativa da própria AmpeBr.

“Recebemos uma visita dos responsáveis pelo evento, que nos convidaram. O que eu gosto é da história de união dos associados, o que facilita também nosso desenvolvimento, nosso trabalho e o apoio da Ampebr é legal”.

A longa viagem de Cuiabá até Brusque tem motivo. Segundo Maria, que viaja todo o Brasil buscando o que há de melhor para a BLM, a região vem satisfazendo os anseios da empresa.

“Nós participamos de feiras de negócio em São Paulo, além de outros polos de moda, mas a região Sul é a que nos apresentando boa qualidade, bom preço e bom atendimento, o que faz muito a diferença”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio