Quatro são presos em operação contra o tráfico de drogas

Prisões foram nesta quinta-feira em Brusque e Guabiruba e ação mobilizou 35 policiais

Quatro são presos em operação contra o tráfico de drogas

Prisões foram nesta quinta-feira em Brusque e Guabiruba e ação mobilizou 35 policiais

Uma operação desenvolvida na madrugada desta sexta-feira, 23, resultou na prisão de três pessoas em Brusque e uma em Guabiruba. Os mandados de prisão eram por envolvimento com o tráfico de drogas e tráfico. Cocaína, maconha, ecstasy, crack, uma balança de precisão e dinheiro foram apreendidos.

Ao todo, 35 policiais, entre Civis e Militares, participaram da operação. Segundo o delegado Alex Bonfim Reis, as investigações sobre o caso estavam em andamento desde o ano passado. Na época, um homem com ligação com os homens detidos nesta semana foi preso por tráfico de drogas. O trabalho foi intensificado depois da apreensão de um segundo traficante, na semana passada, com arma e cocaína.

De acordo com o delegado da Divisão de Investigações Criminais (DIC), o grupo compunha um núcleo de traficantes no município e seu entorno. Diligências para busca e apreensão foram feitas entre os bairros Bateas, Nova Brasília e Paquetá. O grupo, segundo as investigações, abastecia praticamente todos os bairros, com exceção do Centro, com o pequenas estruturas para distribuição do material. A operação exigiu atuação conjunta de todas as delegacias regionais.

Depois das prisões desta semana, as investigações devem ter continuidade nos próximos 30 dias e há a possibilidade de serem prorrogadas. Novas diligências são cogitadas pelo delegado.

Atuação organizada
Com as primeiras prisões foi possível conseguir informações sobre a operação do grupo, identificação de seus membros e detalhes sobre a sua forma de atuação. A organização do grupo é destacada por Reis. Entre os presos, havia pessoas responsáveis só pelo transporte da droga e um que limitava seu tráfico ao ecstasy.

Em alguns casos, segundos o delegado, os envolvidos chegavam a fazer transações de veículos por drogas. “Nosso investigado principal chegou a recebeu uma moto em troca entorpecentes. Cerca de 3,5 kg de maconha e uma porção de cocaína e essas transações foram bem monitoradas”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio