Samae de Brusque inaugura novo reservatório de 6,5 milhões de litros

Apesar da inauguração, estrutura só entrará em funcionamento a partir da segunda quinzena de janeiro

Samae de Brusque inaugura novo reservatório de 6,5 milhões de litros

Apesar da inauguração, estrutura só entrará em funcionamento a partir da segunda quinzena de janeiro

O Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto (Samae) de Brusque inaugurou na manhã de sábado, 17, seu novo reservatório de água, o R5. Com capacidade para 6,5 milhões de litros, a estrutura foi montada no Parque Leopoldo Moritz e deve abastecer cerca de 70% da população de Brusque, totalizando mais de 90 mil pessoas.

Na cerimônia de inauguração, estiveram presentes diversas autoridades e convidados. A diretora-presidente da autarquia, Fabiana Dalcastagné, ao lado do prefeito José Luiz Cunha, o Bóca, o vice-presidente da Câmara de Vereadores, Jean Pirola, e técnicos do Samae apertaram o último parafuso da estrutura simbolizando a conclusão da obra.

De acordo com Fabiana, a obra durou cinco meses. A estrutura foi feita na tecnologia de aço petrificado, o que proporcionou a rapidez do serviço. “Não se usa mais reservação com cimento, demoraria demais se usássemos essa tecnologia. O que usamos aqui é o que temos de mais recente na área, o que nos proporcionou essa rapidez e também mais segurança”.

Fabiana diz que a estrutura montada pela empresa Tanks BR vai proporcionar uma garantia de abastecimento ao município, que durante o verão costuma sofrer com a falta d’água, além de aumentar a produção de água. “Com esse reservatório, a nossa intenção é que as nossas estações de tratamento trabalhem 24 horas para poder abastecer a estrutura. Hoje teos capacidade para 275 litros por segundo, com o reservatório, a partir de janeiro, passaremos para 325 litros por segundo”.

Em seu último ato oficial como prefeito de Brusque, José Luiz Cunha, o Bóca, compareceu à inauguração e destacou o investimento feito na obra. “Estamos entregando para a população essa grande obra que vai beneficiar toda a cidade. Foram R$ 3,5 milhões investidos nesse reservatório com recursos próprios, sem financiamento. Esse é o nosso dever, fazer com que o dinheiro do povo se transforme em obra”.

Bóca também desejou sorte ao novo diretor-presidente da autarquia, Juliano Montibeller, que esteve presente na cerimônia. “A diretoria do Samae é quase toda técnica e a partir de janeiro estará sob o comando do Juliano Montibeller, que conhece melhor do que ninguém este lugar. Certamente estará em boas mãos”, diz.

Reservatório entra em operação em janeiro

Apesar de ser inaugurado, o reservatório só deve entrar em operação a partir da segunda quinzena de janeiro. Fabiana explica que a partir do dia 2 de janeiro iniciam os testes de estanqueidade para verificar se existem vazamentos na estrutura. “Como entramos em recesso, achamos melhor iniciar os testes somente no dia 2 de janeiro quando os técnicos do Samae estarão aqui de plantão”, diz.

Os testes devem durar 15 dias, no entanto, dependem das condições climáticas. “Como precisamos saber se tem vazamento, em períodos de chuva não é possível fazer os testes com precisão, então dependemos do tempo. Se os testes forem feitos e não for constatado nenhum problema, já poderá entrar em operação”.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio