SDR de Brusque assume manutenção de rodovias estaduais

Deinfra cedeu equipamentos para a secretaria realizar tapa-buracos

SDR de Brusque assume manutenção de rodovias estaduais

Deinfra cedeu equipamentos para a secretaria realizar tapa-buracos

O Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) cedeu à Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de Brusque seis equipamentos para a manutenção de rodovias. O ato de assinatura do termo de cessão – que vai até dezembro de 2017 – foi realizado nesta quarta-feira, 19, com a presença do presidente do Deinfra, Wanderley Agostini, e do secretário Ewaldo Ristow Filho.

De acordo com Agostini, a ideia do governo do estado é descentralizar o dinheiro destinado à manutenção das rodovias pelo estado para as SDRs. Com poucos recursos para fazer este trabalho, a ideia do governo estadual é que as regionais, que, pelo menos em tese, conhecem melhor as necessidades de cada canto de Santa Catarina, utilizem a verba e os equipamentos da melhor forma.

Agostini afirma que isto não significa que o Deinfra irá “lavar as mãos” em relação à manutenção da malha viária estadual. Ele diz que o governo é um só e que o departamento ficará à disposição da SDR para auxiliar quando necessário. Como o governador Raimundo Colombo destacou durante a sua palestra na segunda-feira, 17, em Brusque, o objetivo é eliminar a burocracia para otimizar os recursos.

A SDR de Brusque foi a primeira regional a assinar convênio deste tipo com o Deinfra. “É a primeira porque o secretário aqui foi ágil, e nós tentamos eliminar a burocracia para chegar mais rápido”, diz Agostini.

A partir de agora, a SDR de Brusque passa a contar com mais duas retroescavadeiras, uma motoniveladora, dois caminhões basculantes e um veículo leve. Segundo Ristow Filho, alguns equipamentos já foram vistoriados e estão em bom estado para uso, com exceção do carro, que está com um problema na embreagem. No entanto, o secretário afirma que é um reparo de “baixo custo”.

Segundo Ristow Filho, a SDR realizará um levantamento das condições de todas as rodovias pertencentes à sua região, segundo ele, cerca de 400 quilômetros, para então começar a fazer a manutenção. “Hoje, a maior prioridade é a SC-108 [rodovia Ivo Silveira], que tem um trecho que está bem feio. As outras rodovias asfaltadas notamos que a situação não é tão feia. Uma operação tapa-buracos leve já daria conta. Outro problema que temos é na Serra do Moura [limite entre Brusque e Canelinha], onde há anos não é executado um serviço”, afirma.
A SDR de Brusque também recebeu R$ 257 mil para a manutenção das rodovias da região diretamente da Secretaria da Estado da Fazenda. O valor faz parte de um bolo de R$ 10 milhões que o governo central também descentralizou para as SDRs, conforme a necessidade.

Colabore com o município
Envie sua sugestão de pauta, informação ou denúncia para Redação colabore-municipio